Atelier de criatividade

TeSP - Gestão Administrativa de Recursos Humanos
2 ECTS; 1º Ano, 1º Semestre, 30,0 S

Docente(s)
- Sílvio Manuel da Rocha Brito

Pré-requisitos
Não aplicável

Objetivos
Conhecer e saber utilizar ferramentas e técnicas de forma a assegurar que os alunos, em grupo, possam criar efetivamente bens ou serviços dentro de um espirito de competitividade, de modo a adquirir e desenvolver a atitude criativa através das suas próprias iniciativas de forma confiante e desinibida.

Programa
1. Atitudes criativas:
a. Desenvolver a procura de novas soluções.
b. Desenvolver a capacidade de expressão.
c. Desenvolver a mudança de pensamento e adaptação.
2. Criatividade em grupo.
a. Humorizar a resolução de problemas.
b. Antecipação do pensamento ao problema.
c. Desafios interpessoais.
d. Desafiar as convenções.
e. Estimuladores de autoconfiança.
f. Tolerância com a incerteza e o risco.
g. Motivação.
h. Tomada de decisão.

3. Ativar o espírito de conceptualização de ideias:
a. Geração e síntese de ideias.
i. Ideias pelos recursos.
ii. Ideias pela oferta.
iii. Ideias pelos clientes.
iv. Ideias pelas finanças.
v. Ideias por múltiplos epicentros.
vi. Poder das questões de antecipação.
b. Processo de elaboração de ideias.
i. Imersão.
ii. Expansão.
iii. Seleção de critérios.
4. Constituição da equipa:
a. Deteção do potencial criativo.
b. Deteção de conflitos.
c. Deteção de estilos de comportamento na relação e na tarefa.
5. Prototipagem:
a. Construir lista de prioridades.
b. Desenho do modelo.
c. Construção do modelo.
d. Exposição do modelo.

Metodologia de avaliação
Realização de trabalho prático em grupo que consistirá na apresentação de um protótipo de um produto ou serviço, sendo atribuída uma classificação final. A não comparência à apresentação e/ou a não realização do trabalho constitui admissão a exame.

Bibliografia
- De Bono, E. (2012). Creatividad - 62 ejercicios para desarrollar la mente. (Vol. 1). Espanha: Paidós
- M., J. e Marina, E. (2013). El Aprendizaje de La Creatividad. (Vol. 1). Espanha: Ariel
- Pigueur, Y. e Orsterwalder, A. (2011). Criar Modelos de Negócio. (Vol. 1). Lisboa: D. Quixote
- Bornstein, D. (2007). Como Mudar o Mundo. (Vol. 1). (pp. 1-472). Portugal: Estrela Polar

Método de interação
Metodologia maioritariamente centrada em equipas discentes, que executam um trabalho, no ambiente de sala de aula, sobre cada tema do programa, recolhendo previamente elementos, podendo solicitar ao docente uma orientação nas suas pesquisas.

Software utilizado nas aulas
Não aplicável.