Contabilidade Financeira I

 

Contabilidade, Publicação em Diário da República - Despacho nº 13772/2014 - 12/11/2014

6 ECTS; 1º Ano, 1º Semestre, 30,0 T + 45,0 PL

Docente(s)
- Carla Maria Freitas dos Santos Joaquim

Pré-requisitos
Não aplicavél.

Objetivos
1. Compreender a importância da contabilidade no âmbito dos sistemas de informação de gestão como elemento que proporciona informação útil para a tomada de decisões;
2. Conhecer a estrutura conceptual e os critérios de valorimetria do SNC;
3. Conhecer e aplicar o SNC;
4. Saber a mecânica do processo de registo pelo método das partidas dobradas;
5. Conhecer o processo de registo contabilístico (do diário à demonstração de resultados e balanço);
6. Estudo - tratamento e registo contabilístico - das operações empresariais no ciclo operacional - contas das classes de Meios Líquidos Financeiros (MFL), Inventários e Ativos Biológicos (I) e Contas a Receber e a Pagar (CRP).

Programa
1. Introdução:
1.1. Considerações Gerais
1.2. Enquadramento Contabilístico Internacional e Nacional
1.2.1. Breves considerações sobre a Historia Universal da Contabilidade
1.2.2. Breve abordagem à normalização contabilística
1.2.3. A normalização contabilística em Portugal
1.2.3.1. Os organismos e os instrumentos de normalização contabilística
1.2.3.2. As Normas Internacionais de Contabilidade (NIC e NIRF)
1.2.3.3. Sistemas de Normalização Contabilística (SNC)
1.3. A Contabilidade como Sistema de Informação
1.3.1. A evolução e o papel da contabilidade como instrumento de gestão
1.3.2. Conceitos de contabilidade financeira e divisões da Contabilidade
1.3.3. Os diversos utilizadores da informação contabilística/financeira
1.3.4. A importância da informação financeira para a tomada de decisões económicas
2. Conceitos Fundamentais da Contabilidade:
2.1. Património e Seus Elementos Constitutivos:
2.1.1. Factos patrimoniais
2.1.2. Equação fundamental de contabilidade
2.2. Inventário e Balanço
2.3. Conta: Noção, Classificação e Sua Caracterização
2.4. Métodos de Registo Contabilístico
2.5. Lançamentos e Suas Espécies
2.6. O Diário e o Razão
2.7. Articulação Entre o Diário e o Razão
2.8. Balancetes
2.9. Os Ciclos de Transações
2.10. As Demonstrações Financeiras (DF)

3. Preparação e Apresentação das Demonstrações Financeiras:
3.1. A Estrutura Conceptual
3.2. Objetivos das DF
3.3. Pressupostos Subjacentes à Elaboração das DF
3.3.1. Regime de acréscimo
3.3.2. Continuidade
3.4. Características Qualitativas das DF
3.4.1. Principais conceitos
3.4.2. A compreensibilidade
3.4.3. A relevância
3.4.4. A Fiabilidade e seus requisitos
3.4.5. A Comparabilidade
3.5. Constrangimentos à Informação Relevante e Fiável
3.6. A Definição, o Reconhecimento e a Mensuração dos Elementos das DF
3.7. Os Conceitos de Capital e de Manutenção de Capital
3.8. Estrutura e Conteúdo das Demonstrações Financeiras (NCRF 1)
3.9. Apresentação e Classificação de Elementos (itens) nas Demonstrações Financeiras
3.10. As Demonstrações Financeiras: Seus Elementos
3.11. O Anexo
4. O Regime do Acréscimo – Conceito de Período Contabilístico e a Importância dos Acréscimos e Diferimentos:
4.1. Conceitos
4.1.1. Acréscimos e Diferimentos Ativos
4.1.1.1. Devedores por Acréscimos de Rendimentos
4.1.1.2. Gastos a Reconhecer
4.1.2. Acréscimos e Diferimentos Passivos
4.1.2.1. Credores por Acréscimos de Gastos
4.1.2.2. Rendimentos a Reconhecer
5. Abordagem Teórica sobre Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e o Imposto sobre o Rendimento:
5.1. O IVA nas Operações de Compra e Venda
5.1.1. Aspetos gerais
5.1.2. Principais obrigações administrativas e contabilísticas
5.1.3. IVA Dedutível
5.1.4. Iva Liquidado
5.1.5. IVA Regularizações
5.2. Imposto Sobre o Rendimento
5.2.1. Aspetos gerais
5.2.2. Principais obrigações administrativas e contabilísticas
5.2.3. Pagamentos por conta
5.2.4. Pagamentos especiais por conta
6. Contabilização das Operações Empresariais:
6.1. O Ciclo Operacional
6.1.1. Meios financeiros líquidos - Normas: NCRF 2, 23 e 27
- Principais conceitos
- Estudo das contas: Caixa, Depósitos à ordem e outros depósitos, Instrumentos financeiros
- Divulgações
6.1.2. Contas a receber e contas a pagar - Normas: NCRF 5, 8 e 12
- Principais conceitos
- Estudo breve das contas: Clientes, Fornecedores, Financiamentos obtidos, Estado e Outros Entes Públicos, Acionistas/Sócios Outras contas a receber e a pagar, Pessoal
6.1.3. Inventários e ativos biológicos - Normas: NCRF 18 e 12
- Principais conceitos
- Sistemas de Inventários (Permanente e Intermitente)
- Reconhecimento e mensuração

Metodologia de avaliação
Avaliação Contínua:
Realização de 2 testes individuais e um trabalho de Grupo:
- 1º teste com uma ponderação de 30%, nota mínima 7 valores;
- 2º teste com uma ponderação de 35%, nota mínima 7 valores;
- Trabalho em grupo com a ponderação de 35%.
São dispensados de exame os alunos com nota média de 10 valores na avaliação contínua.
Avaliação não contínua:
Prova escrita.
Opcionalmente, prova escrita (com nota mínima de 7 valores) com uma ponderação de 65% e nota do trabalho de avaliação de contínua com a ponderação de 35%. A avaliação não contínua decorrerá nas épocas estabelecidas no calendário letivo.

Bibliografia
- Rodrigues , J. (2016). SNC - Sistema de Normalização Contabilística. Porto: Porto Editora
- Costa, C. e Alves, G. (2014). Contabilidade Financeira . Lisboa: Rei dos Livros
- Borges, A. e Rodrigues, A. e Rodrigues, R. (2014). Elementos de Contabilidade Geral. Lisboa: Áreas Editora
- Borges, A. e Ferrão, M. (2012). Manual de Casos Práticos. Lisboa: Areas Editora
- Lourenço, I. e Morais, A. e Lopes, A. (2018). Fundamentos de Contabilidade Financeira. Lisboa: Edições Sílabo

Método de interação
As metodologias a utilizar são o método expositivo, com recurso à projeção de diapositivos, os métodos dedutivo e indutivo. É utilizada também a metodologia por simulação pedagógica.

Software utilizado nas aulas
Não aplicavél.

 

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável