Turismo e Gestão do Património Cultural

Área científica predominante: Turismo
Licenciatura, Primeiro Ciclo, Nível ISCED 5, Nível EQF 6, 180 ECTS, 6 semestres, Código oficial do curso: L207
Escola Superior de Gestão de Tomar, Código oficial da escola 3241

INICIA ESTA VIAGEM,...

MUDA O RUMO DA TUA HISTÓRIA!

 

Apresentação:

Este curso de licenciatura em Turismo e Gestão do Património Cultural assenta no interesse crescente pelos domínios do turismo cultural e do património, colocando-a na estratégia institucional politécnica de oferta formativa numa situação privilegiada, em relação ao quadro dos apoios comunitários e da estratégia portuguesa, nomeadamente: elegibilidade de financiamento público europeu e nacional (Portugal 2020; previsto Portugal 2030; Estratégia Turismo 2027; FCT- Agendas Temáticas (Cultura e Património Cultural - Turismo, Lazer e Hospitalidade); RIS3, EU; Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da UE; Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU-2030.

A importância de potenciar ações de governança local com base na transferência de conhecimento criado no contexto da formação de recursos humanos e sua aplicação concreta na criação de emprego e dinâmica económica é o proposto neste ciclo de estudos, sob uma estratégia que cumprirá a interligação necessária entre a componente do turismo e a gestão do património cultural.

 

 

Objectivos

Objetivos gerais definidos para o ciclo de estudos:

a) Preparar profissionais com um sólido conhecimento técnico e de intervenção humana na interação da atividade turística com o património cultural;

b) Proporcionar formação qualificada nos domínios turismo e gestão do património cultural, centrada no sistema e desenvolvimento turístico;

c) Desenvolver ferramentas que permitam identificar problemas na gestão em turismo e património cultural através de soluções teóricas e práticas de políticas de salvaguarda e valorização do património cultural;

d) Incrementar uma forte formação em turismo, interligando-a com uma formação complementar em património cultural, ancorada nas tendências de consumo turístico e ajustada às necessidades da indústria turística e do património;

e) Fomentar práticas de investigação aplicada, incentivando a autonomia do estudante na sua interação com a envolvente social, ambiental, económica e cultural, permitindo-lhes realizar projetos dedicados às políticas patrimoniais na perspetiva do mercado da cultura turística.


facebookoutro