Centro de Línguas do Instituto Politécnico de Tomar (cl.ipt)

Enquadramento

O que é o cl.ipt?

 

O cl.ipt é uma estrutura orgânica do Instituto Politécnico de Tomar, caracterizado por um ensino inovador, dinâmico, interactivo e personalizado, criado com bases cientificas de investigação eficazes e direccionadas para o domínio das Línguas.

O ensino das Línguas é certificado pelos organismos oficiais do país de origem - British Council, Alliance Française, Instituto Cervantes e Goethe-Institut, garantindo rigor, especialização e uma qualidade de ensino ao mais alto nível.

O método de ensino do cl.ipt aposta no uso de manuais de referência dos países oficiais de origem das Línguas e numa tecnologia multimédia, formando os alunos para o domínio real e efectivo das competências linguísticas - linguagem oral e escrita.

O cl.ipt faz ainda parte, enquanto membro fundador, da ReCles.pt - Associação dos Centros de Línguas do Ensino Superior em Portugal, assegurando, deste modo, uma representatividade nacional e internacional.

 

 

No quadro de uma Europa consciente das virtudes do seu plurilinguismo e das suas diferenças culturais, o domínio das Línguas estrangeiras é visto, hoje, como uma necessidade. Dominar, nomeadamente, o que se poderia apelidar de Línguas vivas revela-se como a garantia de uma abertura de todos para o mundo, bem como um factor decisivo de inserção profissional.

Constatando esta importância crescente das Línguas como factor preferencial no panorama profissional europeu e mundial, países como a França fizeram desta forma de abertura internacional uma prioridade ministerial, criando não somente comissões académicas de Línguas estrangeiras, encarregadas de estabelecer balanços contínuos a nível do seu ensino, mas também escalas de níveis comuns de referência no seu ensino/aprendizagem, respeitando o “Cadre européen commun de référence pour les langues” (CECRL) publicado em 2001 pelo Conselho da Europa.

Na mesma ordem de ideias, o slogan do ano europeu das Línguas, “As Línguas abrem portas”,coloca particularmente o acento sobre as competências linguísticas para a Europa de amanhã, uma Europa onde os problemas da vida moderna se multiplicam de dia para dia, em parte devido à internacionalização das relações, e se concretizam sob um aspecto individual, requerendo das novas gerações que:

1- respondam aos desafios de uma formação inicial e contínua adaptada à concorrência dos outros países e das outras potências económicas do mundo;

2- contactem com outros países para compreender outras estruturas e outros sistemas de valor;

3- e internacionalizem a vida individual para a integrar num mundo, hoje, internacional.

Assim, a mobilidade acrescida dos indivíduos, a necessidade de aceder a uma informação de qualidade e a uma comunicação tão autêntica quanto possível, a importância de promover a compreensão mútua e a abertura para outras culturas reforçam a importância vital da aprendizagem das Línguas.

É, portanto, com base nestas “mundividências”, no respeito pelo pluralismo linguístico e na certeza de que a aprendizagem de duas ou mais Línguas apenas podem ser vistas como uma fonte de desenvolvimento e como um trunfo para as novas gerações, que se enquadra o presente Centro de Línguas do Instituto Politécnico de Tomar. Ao proporcionar aos discentes a possibilidade de adquirir e/ou aperfeiçoar uma competência de comunicação geral em Língua estrangeira, é-lhes oferecida a possibilidade de se construir como seres humanos autónomos detentores de uma maior credibilidade no contexto de uma União Europeia cada vez mais alargada e de um mundo que se procura mais democrático e solidário.

 

 

^ Topo