ESTA - Escola Superior de Tecnologia de Abrantes

Enquadramento

No local onde se encontra instalada a E.S.T.A. existiu em tempos o Convento de Nossa Senhora da Graça, que por sinal fazia parte da mesma Ordem do Convento de São Domingos. O Convento de Nossa Senhora da Graça foi fundado em 1547, um projecto da autoria do arquitecto abrantino Pedro Fernandes, no reinado de D. João III.

Este convento foi construído para receber e formar pessoas do sexo feminino que pretendiam entregar-se à vida religiosa. Pelo contrário, o Convento de São Domingos era responsável pelos homens que queriam seguir os destinos eclesiásticos. Embora tivessem objectivos distintos, ambos pertenciam à mesma Ordem religiosa.

Com a extinção das ordens religiosas em 1834, o Convento de Nossa Senhora da Graça ainda resistiria até 1891, data do falecimento da última prioresa Maria Angélica Godinho. A partir desse período, o edifício é cedido à Câmara Municipal de Abrantes (CMA), cujo recheio vendeu, principalmente os altares laterais e o altar-mor, até ao ano de 1900.

No ano de 1901 procedeu-se à sua demolição, para dar origem ao actual edifício projectado pelo arquitecto, José Maria Neponuceno, em 1904.

Na sua origem albergou os serviços de repartições públicas. Entre outras funções, foi um presídio destinado a detidos por pequenos delitos. Também, aqui, permaneciam os presos preventivos até ao seu julgamento.

Posteriormente, viria a instalar-se a casa do povo, as finanças e o registo civil e comercial.

Numa parceria entre o I.P.T. e a C.M.A., ficou decidido que iria ali nascer a E.S.T.A., que foi inaugurada a 6 de Outubro de 1999.

Textos: Hugo Isabel e Paulo Conceição, Jornal "ESTA" nº1.

 

^ Topo