OTIC.IPT Unidade de Transferência e Valorização do Conhecimento

Ficha de Projeto - INOVC2020

FICHA DE PROJETO - INOVC2020                                                                       

 

Designação: INOV C2020

Código de projeto: CENTRO-01-0246-FEDER-000017 (nº candidatura: 5625)

Objetivo: O projeto pretende consolidar o Ecossistema de Inovação da Região, aberto e inclusivo, incorporando uma oferta completa de recursos, infraestruturas e dinâmicas, com apostas transversais e sectorialmente orientadas para as necessidades específicas de cada projeto inovador e empreendedor. O projeto tem em vista a expansão e consolidação da rede regional de inovação promovendo a valorização económica e social de resultados de Investigação e Desenvolvimento, bem como a promoção de processos de transferência de tecnologia entre entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional e o tecido produtivo de forma a projetar a região enquanto referência nacional na criação de novos produtos e serviços resultantes de atividades de I&D.

Região(ões) de intervenção: Centro. 

Entidade(s) beneficiária(s): Universidade de Coimbra (líder de consórcio); Instituto Politécnico de Coimbra; Instituto Politécnico de Leiria; Instituto Politécnico de Tomar; Biocant | ABAP – Associação Beira Atlântico Parque; Instituto Pedro Nunes; ITeCons - Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico para a Construção, Energia, Ambiente e Sustentabilidade; SerQ - Centro de Inovação e Competências da Floresta; Parque Tecnológico de Óbidos; TagusValley – Tecnopolo do Vale do Tejo.

Data de aprovação: 2017-04-21 

Data de início: 2017-04-18

Data de conclusão: 2019-04-17 

Custo total elegível: 1.640.764,99 EUR

Financiamento União Europeia (UE): FEDER 1.394.650,24 EUR

Financiamento público nacional/regional: ----

Investimento IPT: 71.516,40 EUR

Apoio UE (FEDER): 60.788,94 EUR

Atividades e resultados esperados/atingidos:

São objetivos estratégicos do projeto:

#1: Acelerar a mudança de atitudes, valores e comportamentos mais empreendedores e abertos, na colaboração em projetos de inovação, uso de novas ideias e tecnologias, tomada de risco e combate ao estigma do fracasso.
#2: Potenciar as comunidades académicas para a criação de projetos inovadores nos quais se perspective a transferência de conhecimento para o tecido empresarial.
#3: Apoiar a criação de empresas de base tecnológica assentes em resultados de I&D.
#4: Promover o aumento da intensidade tecnológica do tecido empresarial da região reforçando a sua ligação ao SCTN.

As atividades desenvolvidas estão estruturadas em três eixos principais:

#1: Sensibilização e Networking

1.1 Sensibilização da comunidade académica do ensino superior para o empreendedorismo e inovação, incluindo os temas da criatividade, propriedade intelectual, modelos de negócio, viabilidade económico-financeira, marketing, financiamento e comunicação de ciência.

1.2 Sensibilização da comunidade empresarial para o empreendedorismo e inovação, incluindo os temas da criatividade, propriedade intelectual, I&D, co-criação, inovação aberta.

1.3 Promoção de encontros entre estudantes, docentes, investigadores, empreendedores, empresários, mentores, técnicos de valorização do conhecimento.

#2: Identificação de tecnologias e necessidades tecnológicas

2.1 Identificação de resultados de I&D com potencial comercial.

2.2 Identificação de necessidades tecnológicas em empresas da região passiveis de serem supridas pelos centros de investigação dos parceiros.

2.3 Criação de novos projetos de colaboração entre centros de investigação e empresas que resultem de 1.1 e 1.2.

#3: Valorização e comercialização

3.1 Valorização comercial de ideias inovadoras através da atribuição de prémios em concursos de ideias de negócio.

3.2 Valorização comercial de resultados de I&D através do financiamento de bolsas para o desenvolvimento de instalações-piloto ou experimentais, de demonstração e construção de protótipos. 

3.3 Apoio à proteção de ativos intelectuais resultantes de atividades de I&D.

3.4 Valorização comercial de resultados de I&D através do apoio de mentores. 

3.5 Disponibilização de acesso a bases de dados de business intelligence aos promotores de projetos de transferência de tecnologia, para obtenção de informação crítica para o desenvolvimento dos mesmos.

3.6 Promoção comercial de tecnologias através da sua disseminação em missões nacionais e internacionais.

 

 

^ Topo