Introdução à Proteção Civil

TeSP - Segurança e Proteção Civil
6 ECTS; 1º Ano, 1º Semestre, 22,50 T + 30,0 TP

Docente(s)

Pré-requisitos
Sem pré-requisitos

Objetivos
Aquisição e consolidação de alguns conhecimentos fundamentais sobre:
- O Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro
- O Sistema de Gestão de Operações
- O processo de decisão aplicado às operações de Socorro

Programa
1. Enquadramento legal
1.1. Enquadramento institucional e operacional da Protecção civil no âmbito municipal 1.2. Análise do Sistema Integrado de Operações de Protecção e Socorro (SIOPS) e sua interacção com outros normativos
2. O Sistema de Gestão de Operações 2.1. Organização, missão e atribuições dos Agentes de Protecção civil 2.2. Aplicação do Sistema de Gestão de Operações (SGO)
3. O processo de decisão aplicado às operações de Socorro 3.1. Resolução de problemas 3.2. Processo de decisão militar simplificado e sua aplicabilidade ao SGO
4. Elaboração de planos de emergência de proteção civil

Metodologia de avaliação
Avaliação contínua/frequência: Dois testes escritos
Épocas de Exame: Teste escrito, classificado de 0 a 20 valores sobre toda a matéria leccionada na UC durante o semestre.

Bibliografia
- Castro, C. (2002). Comunicações. Manual de Formação Inicial do Bombeiro. (Vol. VI). Sintra: Escola Nacional de Bombeiros
- Cadernos Técnicos PROCIV, . (2009). Organizações, Sistemas e Instrumentos Internacionais de Protecção Civil. (Vol. nº 10). Lisboa: ANPC
- Lei n. 27/2006, . (0). Lei de Bases da Protecção Civil.Acedido em3 de julho de 2006 em http://www.prociv.pt/Legislacao/Documents/Lei_27_2006_Lei_de_Bases_Proteccao_Civil.pdf
- Lei n. 65/2007, . (0). Enquadramento institucional e operacional da Protecção Civil no âmbito municipal, organização dos Serviços Municipas de Protecção Civil e competências do COM[.Acedido em14 de outubro de 2015 em http://app.parlamento.pt/webutils/docs/

Método de interação
As aulas teórico-práticas são expositiva, sendo os conteúdos programáticos apresentados tendo sempre em vista a sua aplicação prática, promovendo-se e incentivando-se a participação dos alunos na discussão dos temas abordados.

Software utilizado nas aulas
Não aplicável