Patologia dos Materiais

Mestrado em Reabilitação Urbana
5 ECTS; 1º Ano, 1º Semestre, 15,0 T + 30,0 TP + 3,0 OT

Docente(s)
- Jorge Morarji dos Remédios Dias Mascarenhas
- Ana Paula Gerardo Machado

Pré-requisitos
Não aplicável

Objetivos
No final da UC o aluno deverá: Identificar as causas de degradação e as patologias dos materiais de construção; Conhecer as técnicas de inspeção, diagnóstico e registo das patologias; Conhecer soluções que previnam e minimezem o efeito das patologias, para preservação e valorização do patrimónónio

Programa
1.Introdução à alteração e alterabilidade dos materiais de construção
1.1.Processos e mecanismos de alteração
1.2.Alteração meteórica e clima
1.3.Hidrólise dos silicatos
1.4.Dissolução, sulfatação e cristalização de sais solúveis
2.Mecanismos e agentes de degradação dos materiais
2.1.Processos físicos de degradação
2.2.Processos químicos de degradação
2.3.Processos biológicos de degradação
2.4.Processos mecânicos de degradação
2.5.Causas inerentes ao projecto
2.6.Causas inerentes à incompatibilidade dos materiais
3.Formas de degradação específica dos seguintes materiais
3.1.Materiais pétreos
3.2.Materiais cerâmicos e vidro
3.3.Argamassas de cal aérea, de cal hidráulica
3.4.Estuques
3.5.Terra crua
3.6.Metais e ligas metálicas
3.7.Materiais plásticos
3.8.Tintas e Vernizes
4.Levantamento, diagnóstico e registo de anomalias
4.1.Análises não destrutivas
4.2.Análises destrutivas
4.3.Outros meios de análise complementar
4.4.Registo e representação das anomalias
5.Casos de estudo
6.Métodos de limpeza, consolidação e protecção dos materiais
7.Realização de ensaios
7.1.De caracterização dos materiais
7.2.De resistência mecânica
7.3.De durabilidade

Metodologia de avaliação
Avaliação da UC é feita com base em três trabalhos práticos, propostos por cada um dos docentes, desenvolvidos em aula ou extra-aula, com um peso de 90% na avaliação e uma prova escrita com o peso de 10%, na qual os alunos deverão obter 9,5/20valores

Bibliografia
- Aires-Barros, L. (2001). As Rochas dos Monumentos Portugueses, tipologias e patologias. (Vol. I). Lisboa: IPPAR
- Appleton, J. (2003). Reabilitação de edifícios antigos. Patologias e tecnologias de intervenção. S/L: Ed. Orion
- Cóias, V. (2009). Inspecção e Ensaios na Reabilitação de Edifícios. Lisboa: IST Press
- Higgins, R. (2010). Materials for Engineers and Technicians. Oxford: Elsevier

Método de interação
Aulas teóricas expositivas para apresentação dos conceitos.
Aulas teórico-práticas para resolução e análise de casos que favoreçam a intervenção crítica dos práticos.
Aulas laboratoriais para caracterização dos materiais e ensaios de diagnóstico

Software utilizado nas aulas
Não aplicável