Fundamentos de Medicina e Sistemas de Saúde

Mestrado em Informática na Saúde (pós-laboral)
6 ECTS; 1º Ano, 1º Semestre, 32,0 T + 16,0 TP + 12,0 OT

Docente(s)

Pré-requisitos
Nenhum.

Objetivos
A unidade curricular de Fundamentos de Medicina e Sistemas de Saúde tem como objectivos:
1 - Dotar os alunos dos fundamentos da medicina e da prestação de cuidados de saúde praticados na actualidade;
2 ? Dar a conhecer os diferentes sistemas e sub-sistemas de saúde existentes, respectivas tipologias, modelos organizacionais, modos de funcionamento e de interacção.
As principais competências a adquirir por parte dos alunos são:
Domínio das noções taxinómicas utilizadas nos serviços de saúde, quer a nível técnico quer a nível organizacional;
Conhecimento dos sistemas e sub-sistemas de saúde nacionais e organizações a eles associadas
Conhecimento e compreensão do modo de funcionamento geral das instituições de prestação de cuidados de saúde e formas de interacção entre elas.

Programa
Conceitos gerais sobre saúde;
Introdução à anatomia e fisiologia humana;
Diagnóstico e terapêutica;
Semiologia clínica;
Guidelines médicas;
Meios complementares de diagnóstico;
Episódios de urgência, internamento, consulta e hospital de dia;
Saúde pública;
Hospitais, centros de saúde e instituições regionais;
Sistema nacional de saúde, o sector privado e os sub-sistemas de saúde;
Farmácias;
Organizações profissionais e de utentes

Metodologia de avaliação
O método de avaliação consiste na realização de uma prova escrita, com um peso de 60% da nota final, e de um trabalho individual, com um peso de 40% da nota final. O aluno terá aprovação à unidade curricular desde que obtenha uma média das duas componentes de avaliação igual ou superior a 9,5 valores.

Bibliografia
- , .(2011). Harrison's Principles of Internal Medicine. (Vol. 1). (pp. 1---). New York: McGraw.Hill

Método de interação
O método de ensino a praticar consiste na exposição oral dos conteúdos programáticos previstos (aulas teóricas) e na apresentação e discussão de temas com eles relacionados (aulas teórico-práticas), estando ainda previstas sessões de orientação pessoal de tipo tutorial que permitem ao estudante dispor de um ensino personalizado. Será ainda utilizada a plataforma de e-learning, gerida pelo Instituto Politécnico de Tomar, como ferramenta para divulgação de informação, esclarecimento de dúvidas, envio de textos de apoio, fichas de exercícios e outros materiais de estudo.

Software utilizado nas aulas