Química 2

Conservação e Restauro

4.5 ECTS; 1º Ano, 2º Semestre, 30,0 T + 30,0 TP + 2,0 OT

Docente(s)
- Manuel Alberto Nogueira Henriques Rosa

Pré-requisitos
Não aplicável.

Objetivos
Compreender os fundamentos e mecanismos dos equilíbrios ácido-base, redox e de coordenação e identificar a ocorrência destes equilíbrios no Património e na Conservação e Restauro.

Programa
Equilíbrio químico: Noções gerais de equilíbrio químico; A constante de equilíbrio; O equilíbrio heterogéneo; O quociente da reacção; Factores que afectam o equilíbrio; Equilíbrios de solubilidade; Equilíbrios de ácido-base; Equilíbrios de complexação.
Equilíbrio iónico (Ácido-base): Sistemas de ácidos Bronstead-Lowry; A autoionização da água; Cálculo das concentrações do ião hidrogénio e do ião hidróxido; Critérios para as soluções ácidas, básicas e neutras; O conceito de pH; Soluções de ácidos e bases fortes; Medição de pH; Exemplificação de medição do pH de soluções com medidor de pH, e indicadores universais.
Equilíbrio de Complexação: História; Conceitos gerais sobre compostos de coordenação e complexos; Equilíbrio de formação de complexos; Complexantes mais comuns na prática de CR; Conclusão.
Oxidação-redução: Estado de Oxidação-redução; Conceitos de oxidação-redução; escrita e acerto de semi-reacções redox; escrita de uma reacção redox completa; Oxidante e redutor; Oxidação e redução em compostos orgânicos; Potencial de redução; Células galvânicas ou voltaicas; Células electrolíticas; Corrosão dos metais; Limpeza química por mecanismos redox; Considerações finais.

Metodologia de avaliação
Há cinco momentos de avaliação contínua sendo quatro na componente teórica e um na componente prática. Cada momento de avaliação é valorizado em 4 valores, para um total de 20 valores. A soma dos resultados obtidos nos cinco momentos de avaliação é igual à avaliação final.
Todos os alunos terão que ter avaliação na componente prática sem a qual serão excluídos da época de exame.
Em época de exame e de exame de recurso, os alunos poderão se avaliados apenas numa das duas componentes ou simultaneamente em ambas. A avaliação da componente teórica consiste num teste escrito e da componente prática na entrega de um novo relatório do trabalho prático efectuado.

Bibliografia
- Eastop, D. (1998). Chemical Principles of Textile Conservation. Oxford: Butterworth
- Antunes, J. (2016). Apontamentos de Quimica 2. Tomar: IPT
- Matteini, M. e Moles, A. (1989). La Chimica nel Restauro. Roma: Nardini Ed.
- Wolbers, R. (2000). Cleaning Painted Surfaces: Aqueous methods. London: Archetype Publications

Método de interação
Aulas teóricas e teórico-práticas que abordam os conteúdos
programáticos. Aulas práticas em laboratório de química.

Software utilizado nas aulas
não aplicável