Introdução às Bases de Dados

TeSP - Tecnologia e Programação em Sistemas de Informação
3 ECTS; 1º Ano, 2º Semestre, 37,50 TP

Docente(s)
- Fernando Sérgio Hortas Rodrigues

Pré-requisitos
Não aplicavel

Objetivos
Sintetizar o mod. Entidade-Associação conceptual a partir de um conjunto básico de requisitos funcionais. Evoluir para o mod. lógico, efetuando a sua conversão para o paradigma relacional e normalizar até à 3ª forma normal. Implementação em MS Access e criação de formulários e queries SQL básicos.

Programa
1 Conceitos básicos
1.1 Identificação do problema
1.2 Técnicas de análise
1.3 Tipos de dados
1.4 Sistemas de Gestão de Base de Dados (SGBD)
1.5 Resumo histórico
1.6 Ficheiros versus SGBDs
1.7 O Modelo Relacional
1.8 Níveis de abstração num SGBD

2 Introdução ao Desenho Conceptual de Base de Dados
2.1 Desenho de Base de Dados e Diagramas de Entidade Associação
2.2 Entidades, Atributos e Conjuntos de Entidades
2.3 Associações Binárias e Conjuntos de Associações
2.4 Cardinalidade e Modalidade
2.5 Entidades Associativas
2.6 Associações Unárias e Associações Ternárias
2.7 Entidades Fortes e Entidades Fracas
2.8 Hierarquias de Generalização / Especialização
2.9 Restrições de Sobreposição e de Cobertura em hierarquias de generalização
2.10 Regras de Completude e Consistência para modelos EA


3 O Modelo Relacional de Base de Dados
3.1 Conceito de Base de Dados Relacional
3.2 Terminologia do paradigma Relacional
3.3 Chaves Candidatas e Chaves Primárias
3.4 Associações Binárias e Chaves Estrangeiras
3.5 Integridade Referencial
3.6 Regras de Delete


4 Desenho Lógico de Base de Dados
4.1 Conversão do Modelo EA para o Modelo Relacional
4.1.1 Conversão de Entidades Simples
4.1.2 Conversão de Entidades de Associações Binárias
4.1.3 Conversão de Entidades de Associações Unárias
4.1.4 Conversão de Entidades de Associações Ternárias
4.1.5 Conversão de Entidades Fracas
4.1.6 Conversão de Hierarquias de Generalização
4.2 Normalização
4.2.1 1ª Forma Normal
4.2.2 2ª Forma Normal
4.2.3 3ª Forma Normal


5 Introdução ao SQL: Structured Query Language
5.1 Instruções DDL - Data Defenition Language
5.1.1 CREATE
5.1.2 ALTER
5.1.3 DROP
5.2 Instruções DML - Data Manipulation Language
5.2.1 INSERT
5.2.2 UPDATE
5.2.3 DELETE
5.2.4 SELECT
5.3 Funções Intrínsecas (Built-in)
5.4 COUNT
5.5 MAX
5.6 MIN
5.7 AVG
5.8 SUM
5.9 Inner Joins
5.10 Ordenamento e Agrupamento de Registos
5.10.1 ORDER BY
5.10.2 GROUP BY
5.10.3 HAVING

6 Microsoft Access
6.1 Criar base de dados
6.2 Criação de tabelas e relações
6.3 Importação e exportação de dados
6.4 Queries assistidas (QBE)
6.5 Funções Agregadoras
6.6 Criação de Formulários com acesso a dados

Metodologia de avaliação
Avaliação por frequencia (AF): Duas fichas de avaliação (40%) e um trabalho prático final (60%).
Avaliação por exame (AE): Prova escrita (50%) e AF (50%).

Bibliografia
- Lambert, J. e Cox, J. (2013). Step by Step Microsoft Sccess 2013. (pp. 0-448). Redmond: Microsoft Press
- Gillenson, M. (2012). Fundamentals of Database Management Systems. USA: John Wiley & Sons Ltd
- Microsoft, M. (0). Suporte MS Access - Microsoft.Acedido em1 de fevereiro de 2017 em https://support.office.com/pt-pt/access
- Rodrigues, S. (0). Material de apoio às aulas.Acedido em20 de fevereiro de 2017 em http://www.e-learning.ipt.pt/course/view.php?id=1668

Método de interação
Aulas teórico-práticas em que é apresentada a teoria das várias matérias com exemplos de aplicação e propostos exercícios para resolução em aula e extra aula.

Software utilizado nas aulas
Visual Paradigm
Microsoft Access 2016