Sistemas de Informação em Saúde

Mestrado em Informática na Saúde (pós-laboral)
6 ECTS; 1º Ano, 1º Semestre, 24,0 T + 16,0 TP + 8,0 S + 12,0 OT

Docente(s)

Pré-requisitos
Nenhum.

Objetivos
Objectivos específicos:
1 ? Demonstrar a importância das TIC na melhoria da gestão da informação no sector da saúde;
2 ? Transmitir os conceitos técnicos e funcionais dos sistemas de RCE;
3 ? Dar a conhecer sistemas móveis e/ou ubíquos para gestão de informação clínica;
4 ? Transmitir e sensibilizar os alunos para questões de gestão e disponibilização de dados clínicos;
5 ? Dar a conhecer as tendências, dificuldades e cuidados a ter na implementação de SI na saúde.
Competências a adquirir:
? Saber de forma clara e profunda como podem as TIC auxiliar a prestação de cuidados de saúde;
? Ser capaz de demonstrar a importância da informática na melhoria da gestão de informação e no processo de tomada de decisão;
? Conhecer em profundidade os sistemas de RCE;
? Ter consciência das dificuldades e cuidados a ter na implementação de SI em instituições de saúde.
? Conhecer as principais direções de investigação e desenvolvimento na área dos SI na saúde.

Programa
Como podem os computadores auxiliar a prestação de cuidados;
Identificação e análise da necessidade de sistemas de informação no sector da saúde;
Desenvolvimento e implementação de sistemas de informação na saúde;
Registos Clínicos Electrónicos (RCE)
? Perspectiva histórica
? Componentes funcionais
? Estudos comparativos
? Dificuldade de implementação
Sistemas móveis e ubíquos;
Acesso a dados pelos pacientes;
Integração de Sistemas de Informação (SI);
Formatos de comunicação de dados;
Barreiras na recolha de informação;
Tendências actuais no desenvolvimento de aplicações;
Principais dificuldades e cuidados a ter na implementação de sistemas de informação na saúde

Metodologia de avaliação
O método de avaliação consiste na realização individual de um artigo técnico-científico, resultante de um trabalho de pesquisa e investigação aplicada a um caso real, com um peso de 50% da classificação final, e na realização de uma frequência/ exame, com um peso de 50% da classificação final. O aluno obterá aprovação desde que atinja uma classificação final, resultante da média das duas componentes de avaliação, igual ou superior a 9,5 valores.

Bibliografia
- Shortliffe, E. e Cimino, J. (2014). Biomedical Informatics - Computer Applications in Health Care and Biomedicine. (Vol. 1). New York: Springer

Método de interação
Atendendo aos objectivos da unidade curricular de Sistemas de Informação em Saúde o método de ensino a praticar consiste na exposição oral dos conteúdos programáticos previstos (aulas teóricas), e na apresentação e discussão de temas com eles relacionados (aulas teórico-práticas). Pretende-se ainda no âmbito da transmissão de conhecimentos a realização de Seminários. Estão também previstas sessões de orientação pessoal de tipo tutorial e a utilização da plataforma de e-learning.

Software utilizado nas aulas