Programação

 

Engenharia Mecânica, Publicação em Diário da República - Despacho nº 14312/2015 - 02/12/2015

5 ECTS; 1º Ano, 1º Semestre, 45,0 PL + 30,0 TP + 3,50 OT

Docente(s)
- Bruno Miguel Santana Chaparro

Pré-requisitos
Não aplicável.

Objetivos
Tratando-se de uma disciplina de introdução à programação, pretende-se que os alunos compreendam as diferenças entre linguagens de baixo e de alto nível, saibam as vantagens e inconvenientes de ambas, e sejam capazes de selecionar a linguagem mais adequada para a resolução de problemas específicos. Os conteúdos da disciplina têm também como objetivo preparar os alunos com o nível de conhecimentos adequado sobre as linguagens apresentadas para que possam no futuro desenvolver de forma autónoma os seus projetos nesta área.

Programa
1. Algoritmos.
1.1 Definições básicas.
1.2 A Lógica no desenvolvimento de programas.
1.3 Fluxogramas.
1.4 Estruturas de controlo.
2. Programação em linguagem de alto nivel.
2.1 Introdução.
2.1.1 Programas.
2.1.2 Compiladores.
2.1.3 Ambientes de programação.
2.1.4 Variáveis.
2.1.5 Tipos de dados.
2.1.6 Inicialização de variáveis
2.1.7 Conversão entre diferentes tipos de dados
2.2 Estrutura de Programação.
2.2.1 Expressões.
2.2.2 Instruções.
2.2.3 Estruturas condicionais.
2.2.4 Funções.
2.2.5 Vetores.
2.3 Erros.
2.3.1 Tipos de erros.
2.3.2 Debugging.
2.4 Técnicas de programação.
2.4.1 Estrutura de um programa.
2.4.2 Classes.
2.4.3 Entrada e saída de dados.
3.Programação Matemática
3.1 Introdução.
3.1.1 Variáveis.
3.1.2 Matrizes.
3.1.3 Operadores.
3.2 Estrutura de Programação
3.2.1 Funções.
3.2.2 Estruturas condicionais.
3.2.3 Ciclos for e while.
3.2.4 Scripts.
3.2.5 Debugging.
3.2.6 Importação e exportação de dados.
3.3 Ferramentas de visualização.
3.3.1 Gráficos xy.
3.3.2 Gráficos 3D.
3.4 Cálculo simbólico.
3.4.1 Declaração de variáves simbólicas.
3.4.2 Resolução analítica de equações.
5. Programação de Microprocessadores
4. Introdução às Bases de Dados
4.1. Estruturas de Bases de Dados
4.2. Tipos de Variáveis
4.3. Implementação de Bases de Dados
5.1. Introdução
5.2. Entradas e Saídas
5.3. Tipos de interface com o utilizador
5.4. Programação de placas de desenvolvimento

Metodologia de avaliação
Época de avaliação por frequência:
- trabalhos teórico-práticos (50%)
- prova teórico-prática (50%)
Restantes épocas:
- prova teórico-prática (100%)

Bibliografia
- Lopes, A. (2010). Introdução à Programação em Visual Basic 2010. Lisboa: FCA

Método de interação
Nas aulas TP são transmitidos conhecimentos sobre as linguagens de programação, acompanhadas de análise e discussão de algoritmos. Nas aulas PL, os estudantes são orientados no treino de técnicas programação.

Software utilizado nas aulas
Visual Studio
MariaDB
Octave
Arduino IDE