Mensagem do Presidente do Instituto Politécnico de Tomar

Em nome do Instituto Politécnico de Tomar quero expressar as mais sinceras boas vindas aos estudantes que chegam à nossa comunidade pela primeira vez.

O primeiro ano de formação superior é um momento marcante para todos os estudantes. Significa um marco único na vossa construção pessoal, com conhecimento, capacidades, competências e aptidões, que vos prepara para as necessidades técnico-científicas do mercado de trabalho e para uma cidadania ativa numa sociedade em rápida mudança.

O Politécnico de Tomar oferece condições únicas para a melhor formação superior, nomeadamente a qualidade científica e experiência do nosso corpo docente e a disponibilidade dos demais colaboradores para que a vossa passagem seja enriquecedora e inesquecível.

A aposta no desenvolvimento, especialmente, da região do Médio Tejo, e no fomento das nossas parcerias impõe-nos a revisão permanente da oferta formativa, quer de novas formações, quer dos conteúdos dos cursos Técnicos Superiores Profissionais (cTeSP), das Licenciaturas (1º Ciclo), dos Mestrados (2º Ciclo) e das pós-graduações que são disponibilizadas.

Fazer parte da comunidade do IPT é também participar nas diversas atividades organizadas e disponibilizadas que possibilitam o enriquecimento de competências no âmbito social, cultural e desportivo.

O nosso Instituto tem à vossa disposição diversos serviços que têm como objetivo facilitar a vossa integração e responder aos vossos anseios e dúvidas nas mais diversas questões, quer através do Provedor do Estudante, quer de um conjunto de colaboradores especializados que vos dará o apoio que necessitarem.

Espero, sinceramente, que a vossa passagem pelo Politécnico de Tomar seja uma marca indelével que orgulhosamente exibam sempre.

Aprendam com ousadia e vivam para inspirar!

Saudações académicas

O Presidente
João Freitas Coroado

 

___

Informação do Presidente

As práticas de atos de integração ou “praxes académicas” da iniciativa dos estudantes devem ser, preferencialmente, organizadas ou articuladas com as associações de estudantes do Politécnico de Tomar, mas pressupondo, sempre, o cumprimento absolutamente intransigente de um conjunto de regras definidas no regulamento académico. Assim, as práticas de atos por mais inofensivos que sejam, não podem, em caso algum, ser impostas contra a vontade de qualquer estudante. Isto é, nenhum estudante poderá ser física ou moralmente coagido ou forçado, seja sob que pretexto for, em qualquer atividade, nem pode constituir motivo para qualquer tipo de discriminação ou tratamento diferenciado.

Devo, ainda referir que, é expressamente proibida a prática de “praxe académica” no interior dos edifícios pedagógicos, nas bibliotecas, nas cantinas, nos bares e nas residências de estudantes, mesmo tratando-se de práticas lícitas.

A violação destas regras é considerada infração disciplinar grave dos estudantes, que implicará a aplicação de pena disciplinar efetiva.

 

 

^ Topo