História da Arte Aplicada ao Turismo

Gestão Turística e Cultural
5 ECTS; 2º Ano, 1º Semestre, 30,0 T + 30,0 TP

Docente(s)
- José Luís Sousa Soares de Oliveira Braga

Pré-requisitos
Não se aplica.

Objetivos
Os alunos que concluam com sucesso esta unidade curricular deverão ser capazes de:
- Conhecer a problemática e metodologia da História da Arte, numa análise nomeadamente da matriz cultural da Europa, das origens à época moderna.
- Compreender e reconhecer a arte como facto social na duração histórica.
- Reconhecer as diferentes formas de manifestações artísticas, correntes estéticas, autores e momentos mais relevantes da História da Arte ocidental.
- Identificar e possuir uma visão global e abrangente da História da Arte, dos principais movimentos e correntes artísticas da cultura ocidental.
- Reconhecer os diversos movimentos numa visão global da História da Arte em Portugal.

Programa
1.As origens: a arte pré-histórica:
1.1. Arte móvel e arte rupestre;
1.2. Arte Paleolítica;
1.3. Arte Mesolítica;
1.4. Arte Neolítica.
2.A Arte na Antiguidade clássica: arte grega e helenística; a arte romana:
2.1. Introdução à arte da Grécia Clássica;
2.2. A pintura cerâmica grega arcaica;
2.3. A escultura grega arcaica, clássica e clássica tardia;
2.4. As ordens arquitetónicas gregas.
2.5. A arquitetura da Época Helénica;
2.6. Introdução à arte romana;
2.7. A arquitetura religiosa, secular e civil romana e tardo-romana;
2.8. A escultura romana: o relevo narrativo; os retratos;
2.9. A pintura romana
3.A Arte na Idade Média: a arte românica, a arte gótica:
3.1. Do Paleocristão ao Românico;
3.2. A Arte e arquitetura românica;
3.3. Arte e Arquitetura Gótica Primitiva, Plena e Tardia;
3.4. O Gótico Internacional. 4.Renascimento e Maneirismo. A arte Protestante:
4.1. As origens da arte renascentista;
4.2. O Alto Renascimento;
4.3. Século XVI: a arte no Norte da Europa;
4.4. O Maneirismo;
4.5. Arte e Arquitetura barroca;
4.6. A arte nos países Protestantes.
5. História da Arte Portuguesa
5.1. História da Arte Portuguesa da Pré-História ao Renascimento.

Metodologia de avaliação
1.1. Avaliação contínua:

1.1. Teste de avaliação contínua - Mínimo de 7,5 valores para permanecer em avaliação contínua - equivale a 40% da nota final;

1.2. Trabalho #1 (grupo)- Trabalho aprofundado sobre um objeto artístico - equivale a 40% da nota final;

1.3. Trabalho #2 (individual)- Fichas de trabalho a elaborar em cada aula - equivale a 20% da nota final.

2. Época de Exames:

2.1. A classificação no exame escrito equivale a 100% da nota para os alunos que não participaram na avaliação contínua.

2.2. Para o caso dos alunos que participaram na avaliação contínua e reprovaram, mas cujos trabalhos obtiveram aproveitamento, estes serão contemplados na avaliação final (contam 60% da nota final), desde que os alunos sejam classificados, pelo menos, com 7,5 valores no exame escrito (que assim contará em 40% para a sua nota final.

Bibliografia
- Pereira, P. (2014). Arte Portuguesa - História Essencial. Lisboa: Temas e Debates
- Janson, H. (2010). A Nova História da Arte de Janson.. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian
- Pinto, A. e Meireles, F. e Cambotas, M. (2006). História da Arte Ocidental e Portuguesa, das origens ao final do século XX.. Porto: Porto Editora
- AA.VV., . (1996). Como Reconhecer a Arte. . Lisboa: Edições 70

Método de interação
Método expositivo, interrogativo e demonstrativo.

Software utilizado nas aulas
powerpoint 2016