Matérias-Primas (Opção)

Engenharia Química e Bioquímica
5.5 ECTS; 3º Ano, 1º Semestre, 30,0 T + 30,0 P

Docente(s)

Pré-requisitos
Não aplicável.

Objetivos
Competências para a caracterização de materiais fibrosos e não fibrosos e para a utilização dos equipamentos de refinação.
Compreender a influência da refinação e das suas condições de operação nas características finais do papel.

Programa
I. Desenvolvimento sustentável. Biodiversidade.
I.1. Floresta portuguesa.
I.2. Produtos florestais.
II. Produtos florestais com aplicação na indústria papeleira.
III.Propriedades fisico-mecânicas dos materiais fibrosos.
III.1. Ligação água-fibra
III.2. Efeitos da refinação sobre as fibras
IV. Refinação
IV.1. Fatores que influenciam a refinação
IV.2. Influência da refinação nas propriedades físico-mecânicas do papel
IV.3. Influência da refinação na classificação das fibras
IV.4. Influência da consistência e da temperatura na refinação
V.Propriedades fisico-mecânicas dos materiais não-fibrosos.
V.1. Agentes de colagem
V.2. Cargas minerais
V.3. Agentes de retenção
V.4. Branqueadores óticos

Trabalhos laboratoriais

Refinações em refinadores do tipo Valley e do tipo Lampen.
Determinação das curvas de refinação de pastas químicas.
Influência do grau de refinação nas características fisico-mecânicas do papel.
Determinação das propriedades estruturais, de resistência mecânica e óticas do papel.

Metodologia de avaliação
I. Trabalho de pesquisa bibliográfica.
II. Avaliação do desempenho na realização de todos os trabalhos laboratoriais e classificação dos relatórios.
Classificação final é a média das duas componentes, com nota mínima de 10 em cada componente.

Bibliografia
- Velho, J. (2003). Mineral Fillers for Paper: Why, What, How. Tomar - Portugal: Tecnicelpa
- Levlin, J. e Soderbjelm, L. (1999). Pulp and Paper Testing. Helsinquia: Fapet Oy
- Paulapuro, H. (2000). Papermaking Part1, Stock Preparation and Wet End. Helsinquia: Fapet Oy
- Biermann, C. (1996). Handbook of Pulping and Papermaking. S. Diego: Academic Press

Método de interação
Aulas teóricas expositivas. Aulas de prática laboratorial.

Software utilizado nas aulas
Não aplicável.