História e Estética do Cinema I

Video e Cinema Documental
5 ECTS; 1º Ano, 1º Semestre, 60,0 TP + 3,0 OT

Docente(s)

Pré-requisitos
Não aplicável.

Objetivos
A. Habilitar os alunos a desenvolver grelhas de leitura da história do cinema e a compreender os seus momentos charneira desde o pré-cinema até meados do Século XX.
B. Dominar a capacidade de relacionar movimentos cinematográficos com outros movimentos artísticos na primeira metade do Século XX.

Programa
A. TEORIZAÇÃO
I. O objeto da história do cinema
II. O contexto histórico-cultural da emergência do cinema
1. Modernismo e cultura de elites
2. Cultura da cópia e emergência da cultura de massas
3. As contradições modernistas
4. Cinema, modernidade e revolução cultural
III. A invenção do cinema
1. Da decomposição à síntese do movimento
2. O sistema de projecção
3. O cinema como ilusão ótica

B. O TEMPO DO CINEMA MUDO
I. Da invenção à arte
1. O pioneirismo de Edison
2. Os Lumière e a estética das vistas
3. L’histoire d’un crime de Ferdinand Zecca
4. O cinema fantástico de Méliès
5. Edwin Porter e a emergência da linguagem fílmica
6. David Griffith e a emancipação da estética cinematográfica
7. A afirmação do cinema como arte
II. Da invenção à indústria
1. Edison, o industrial e comerciante
2. Os Lumière e a indústria das vistas
3. A supremacia industrial da Europa até à Grande Guerra
4. Da Motion Pictures Patents Company à ascensão dos independentes americanos
5. Dos nikelodeon aos palácios de cinema
III. A revolução do sonoro
1. Os problemas clássicos da sonorização
2. Os sistemas Vitaphone e Movietone nos anos vinte
3. Transformações na produção fílmica e no formato do espetáculo
4. Evolução estética do cinema
5. As resistências ao sonoro

C. AS VANGUARDAS CINEMATOGRÁFICAS DOS ANOS VINTE
I. O expressionismo cinematográfico alemão
1. A interpretação clássica
2. Paul Wegener e as origens do cinema fantástico
3. O papel do estado e da UFA
4. O cinema de Weimar
II. A vanguarda soviética dos anos vinte
1. A tese clássica sobre as origens do cinema soviético
2. O cinema ao serviço da revolução

D. O CINEMA CLÁSSICO AMERICANO
1. Conceito e problematização
2. Mecanismos de padronização: estúdios, géneros, star-system
3. O modelo narrativo
4. O film noir

Metodologia de avaliação
a) 75% de presenças nas aulas para poderem ser avaliados à disciplina.
b) nota de leitura: 30% da classificação final
c) intervenção nas aulas: 20% da classificação final
d) prova de avaliação: 50% da classificação final

Bibliografia
- Noriega, J. (2003). Historia del cine. Madrid: Alianza Editorial
- Aumont, J. (2009). Dicionário teórico e crítico do cinema. Lisboa: Texto e Grafia
- Bordwell, D. (1993). El arte cinematográfico. Barcelona: Paidós
- Bordwell, D. (1996). La narration en el cine de ficción. Barceloa: Paidós

Método de interação
A - Aulas teóricas em sala de aula.
B - Aulas práticas de análise de filmes em sala de aula.

Software utilizado nas aulas