Processos e Técnicas de Reabilitação Não Estrutural

TeSP - Construção e Reabilitação
5 ECTS; 2º Ano, 1º Semestre, 15,0 PL + 45,0 TP

Docente(s)

Pré-requisitos
Não aplicável

Objetivos
Sensibilizar para os múltiplos aspetos da reabilitação das construções. Compreender os mecanismos de degradação dos edifícios,identificar e diagnosticar as anomalias. Conhecer as técnicas de reparação e reforço que permitam a escolha da solução mais adequada a cada caso e a cada tipo de obra.

Programa
1. Anomalias não estruturais das construções
1.1 Causas e agentes das anomalias não estruturais: humanas; ações naturais; desastres naturais; desastres de causas humanas
1.2 Anomalias devidas à humidade
1.3 Fissuração
1.4 Envelhecimento e degradação dos materiais
1.5 Desajustamentos face às exigências de segurança não estrutural e de conforto
2. Patologia dos materiais
2.1 Patologias da pedra natural
2.2 Patologias do betão e do betão armado
2.3 Patologias das madeiras e derivados
3. Processos e técnicas de reabilitação
3.1 Elementos de madeira
3.2 Betão e do betão armado
3.3 Construções em terra
3.4 Paredes de alvenarias de pedra e de tijolo
3.5 Coberturas: inclinadas e planas
3.6 Pavimentos: pisos térreos e elevados
3.7 Revestimentos de paredes
3.7.1 Revestimentos tradicionais
3.7.2 Revestimentos não tradicionais
3.7.3 Revestimentos pétreos e cerâmicos colados
3.7.4 Revestimentos descontínuos
3.7.5 Acabamentos
3.8 Exemplos práticos de casos de obra


Metodologia de avaliação
A avaliação consiste num teste escrito (40%)e um trabalho prático (60%). O trabalho é um relatório técnico, resultante de visitas regulares a uma obra de reabilitação de um edifício, ou no levantamento e estudo das anomalias de um edifício degradado.

Bibliografia
- UP, F. (2003). 1º Encontro Nacional sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios. Porto: FEUP
- UP, F. (2006). 2º Encontro Nacional sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios. Porto: FEUP
- UP, F. (2009). 3º Encontro Nacional sobre Patologia e reabilitação de edifícios. Porto: FEUP
- EC, L. (2010). Reabilitar, Encontro Nacional de Conservação e Reabilitação de Estruturas. Lisboa: LNEC

Método de interação
Aulas expositivas para apresentação dos conceitos e técnicas. Análise de projectos e de casos de estudo que permitem a intervenção crítica do aluno.Uso de equipamento para a detecção de anomalias.Realização de visitas de estudo e de sessões técnicas.

Software utilizado nas aulas
Não aplicável