Auditoria Financeira

TeSP - Contabilidade e Fiscalidade
5 ECTS; 2º Ano, 1º Semestre, 30,0 T + 30,0 PL

Docente(s)

Pré-requisitos
Não aplicável.

Objetivos
O aluno no final da unidade curricular deverá entender, compreender e aplicar conceitos gerais de auditoria financeira.

Programa
1. A função ?auditoria?
1.1. Conceito ? auditoria financeira
1.2. Necessidades e limitações de uma auditoria
1.3. Evolução histórica do conceito de auditoria
1.4. Auditoria financeira
1.5. Outros tipos de auditoria
2. O exercício da profissão de auditor e outras afins
2.1. Capacidades técnicas exigidas ao auditor
2.2. Ética e deontologia profissionais em geral
2.3. O exercício da profissão em Portugal
3. Enquadramento geral sobre Normas de Auditoria
3.1. Normas internacionais (IFAC e INTOSAI)
3.2. Normas nacionais (normas e outras orientações OROC)
4. Controlo interno
4.1. Conceito e objetivos do controlo interno
4.2. Tipos de controlo interno e seus elementos fundamentais
4.3. Limitações do controlo interno
4.4. Formas de recolher e de registar um sistema de controlo interno
4.5. A avaliação de um sistema de controlo interno através da realização de testes de conformidade
4.6. O controlo relativo aos sistemas de informação
5. A organização de um trabalho de auditoria
5.1. Definição dos objetivos da auditoria
5.2. Conhecimento da entidade e do setor ou do sistema
5.3. Avaliação genérica das áreas-chave e dos riscos de auditoria
5.4. Planeamento global do trabalho
5.5. Realização de testes de aderência ou de conformidade
5.6. Apreciação definitiva dos sistemas
5.7. Realização de testes substantivos
5.8. Revisão analítica da informação recolhida
5.9. Redação do relatório e parecer
6. A auditoria interna
6.1. Objetivos, conceitos e técnicas da Auditoria Interna
6.2. Auditoria Interna, Auditoria Externa e Organização e Métodos
6.3. Auditoria e comunicação (aspectos gerais, oportunidades e compreensão pelos auditados)
6.4. Administração de um departamento de Auditoria Interna
7. A prova em auditoria
7.1. A importância da prova no trabalho de auditoria
7.2. Formas de recolha de prova
7.3. Tipos e valor da prova recolhida
8. Os papéis de trabalho
8.1. Conceitos (noção e importância dos papeis de trabalho)
8.2. Organização dos papéis de trabalho (dossiers permanente e corrente)
8.3. Mapas de trabalho. Ajustamentos e reclassificações
8.4. A indexação dos papéis de trabalho (dentro de cada dossier e a sua ligação ao relatório)
9. Selecção de amostras
9.1. Aspetos a considerar na preparação das amostras
9.2. Adequação das amostras à análise de risco e aos objetivos dos testes
9.3. Métodos mais utilizados
9.4. Análise dos resultados
10. Procedimentos gerais de auditoria e planos de trabalho
10.1. Caracterização, vantagens e inconvenientes (questionários, observações, inspeções, confrontos, análises, confirmações, conferências e entrevistas)
10.2. Programa de trabalho
10.3. Vantagens e inconvenientes dos programas de trabalho
11. Auditoria às demonstrações financeiras e outros documentos de prestação de contas
11.1. Procedimentos gerais aplicáveis e procedimentos específicos de auditorias à s principais áreas
11.2. Outras análises/trabalhos
11.3. Exemplo prático
12. A formação de opinião em auditoria
12.1. Tipos de opinião em auditoria
12.2. A certificação legal de contas
12.3. O relatório do auditor externo de acordo com a CMVM

Metodologia de avaliação
Avaliação Contínua:Os alunos obterão aprovação com classificação igual ou superior a 9,5 valores, resultante da média dos 2 testes (80%) e do trabalho (20%) da nota final.

Bibliografia

Método de interação
Método expositivo e demonstrativo, com recurso à projeção de diapositivos. Também se usa metodologia por simulação pedagógica através da resolução de casos práticos e consulta de trabalhos relacionados com cada um dos temas com a respetiva discussão

Software utilizado nas aulas
Não aplicável.