IPT Logotipo do IPT

Ano Letivo: 2022/23

Engenharia Electrotécnica e de Computadores

Automação Industrial

<< voltar ao Plano Curricular

Publicação em Diário da República: Despacho nº 10766/2011 - 30/08/2011

6 ECTS; 3º Ano, 1º Semestre, 28,0 T + 42,0 PL + 5,0 OT , Cód. 911222.

Docente(s)
- António Casimiro Teixeira Batista (1)(2)
- Ana Cristina Barata Pires Lopes (2)

(1) Docente Responsável
(2) Docente que lecciona

Pré-requisitos
Não aplicável

Objetivos
Os discentes deverão ser capazes de :
Lidar com diferentes tipos de hardware e suas restrições (actuadores e sensores); Especificar eventos e restrições em
sistemas de produção e fabrico industrial; Especificar algoritmos
de controlo local, utilizando métodos formais (Grafcet). Programar PLCs.

Programa
1. Automação na Indústria
1.1. O processo produtivo e níveis de automação.
1.2. Componentes de um sistema automatizado.

2. Actuadores
2.1. Pneumáticos e hidráulicos.
2.2. Térmicos, luminosos e dispositivos de visualização.
2.3. Piezoeléctricos e electromagnéticos.

3. Sensores
3.1. Caracterização de Sensores
3.2. Características Dinâmicas
3.3. Sistemas de Aquisição e Interface
3.3.1. Digitalização de Sinais Analógicos
3.4. Detectores
3.5. Transdutores
3.5.1. Temperatura
3.5.2. Deslocamento
3.5.3. Força
3.5.4. Pressão e caudal
3.5.5. Posição e distância
3.5.6. Velocidade e aceleração
3.5.7. Ópticos

4. Controladores Lógicos Programáveis (PLC).
4.1. Componentes constituintes dos PLCs;
4.2. Estrutura interna e funcionamento;
4.3. Interfaces de entrada e de saída;
4.4. Comunicação entre PLCs;
4.5. Redes de PLCs.

5. Linguagens de Programação de PLCs
5.1. Ladder Diagrams;
5.2. Instruction List;
5.3. Structured Control Language;
5.4. Descrição dos componentes de uma linguagem típica;
5.4.1. Endereçamento da Memória.
5.4.2. Instruções Básicas.
5.4.3. Instruções de Controlo.
5.4.4. Temporizadores e Contadores.
5.4.5. Instruções de Bits.
5.4.6. Manipulação de Dados.
5.4.7. Instruções Diferenciais e Endereçamento Indirecto.
5.4.8. Subrotinas e Interrupções.
5.5. Estruturas de controlo de fluxo;
5.6. Ambientes de desenvolvimento.

6. Grafcet
6.1. Simbologia do GRAFCET;
6.2. Regras Básicas do GRAFCET
6.2.1. Inicialização
6.2.2. Validação
6.2.3. Disparo de Transições
6.2.4. Acção Condicional
6.2.5. Temporizações
6.2.6. Representação de Sequências Simultâneas e Alternativas
6.2.7. Cooperação entre Processos
6.2.8. Sincronização
6.2.9. Partilha de Recursos
6.2.10. Subtarefas.
6.3. Análise de Bloqueios do GRAFCET.
6.4. Conversão de programas em GRAFCET para linguagem de autómatos.


7. Redes Industriais
7.1. Transmissão de informação
7.2. Conceitos de comunicações
7.3. Modelo de referência OSI de ISO
7.4. Redes locais
7.5. Topologias
7.6. Nível Físico
7.7. Classificação das redes de campo
7.8. Bus de campo
7.9. Profibus, PROFINET

Metodologia de avaliação
- Avaliação escrita = 10 valores;
- Avaliação laboratorial= 7 valores;
- Trabalho sobre serviços de monitorização= 3 valores;

Bibliografia
- Morriss, S. (2000). Programmable Logic Controllers. (Vol. 1). US: Prentice-Hall
- Novais, J. (2008). Programação de Autómatos, Método GRAFCET. (Vol. 1). Portugal: Fundação Calouste
- Siemens, S. (2003). Simatic, S7-200 Programmable Controller.. (Vol. 1). Alemanha: Siemens

Método de Ensino
Aulas teóricas em que se descrevem e exemplificam os métodos
em estudo, aulas teórico-práticas em que são propostos
exercícios de aplicação, e Práticas de Laboratório.

Software utilizado nas aulas
TIA Portal v15 - Siemens A.G.

 

Aprovado em Conselho Técnico Cientifico: 26 de novembro de 2022

Download da Ficha da Unidade Curricular (FUC)

 

 


<< voltar ao Plano Curricular
Elemento gráfico

Notícias | Agenda

NP4552
Financiamento
b-on
santander
erasmus
catedra
portugal2020
centro2020
compete2020
crusoe
fct
feder
fse
poch
portugal2030
poseur
prr
republica
UE next generation
Centro 2030
Lisboa 2020
co-financiado