IPT Logotipo do IPT

Turismo e Gestão do Património Cultural

História, Arqueologia e Território

<< voltar ao Plano Curricular

Publicação em Diário da República: Despacho n.º 7822/2020 - 07/08/2020

5 ECTS; 2º Ano, 1º Semestre, 28,0 PL + 28,0 TP + 14,0 OT , Cód. 820717.

Docente(s)
- Alexandra Águeda de Figueiredo (1)(2)

(1) Docente Responsável
(2) Docente que lecciona

Pré-requisitos
Não aplicável.

Objetivos
Pretende-se que os alunos saibam reconhecer o património histórico e arqueológico, o seu enquadramento no território, e importância da sua salvaguarda, bem como e aplicar algumas das técnicas de captação de dados em arqueologia e como converter esses dados para fins turísticos. Pretende-se também que os alunos possam enquadrar o património histórico e arqueológico, no património, em geral, reconhecendo o território como palco de ação do Homem.

Programa
1. Definição de arqueologia e história.
A) O que é a Arqueologia
B) Objeto de estudo arqueológico
C) A história enquanto ciência e o seu enquadramento na linha temporal da espécie humana
2.Desenvolvimento de estratégias de educação patrimonial arqueológica para a valorização do património e no reconhecimento e passagem da herança patrimonial no âmbito do turismo.
A) Comunicação digital com base em matéria sobre o Património histórico-arqueológico e sua relação com o território.
3.Na linha do tempo. Quadro crono-cultural português.
Da Pré-história à Época Moderna - principais registos patrimoniais.
4.Património Arqueológico Português
Sítios arqueológicos terrestres e subaquáticos e exemplos de exploração turística.
5.Património histórico regional.

Metodologia de avaliação
Para a avaliação contínua será considerado um trabalho (portfolio - conjunto de trabalhos solicitados ao aluno) sobre o património histórico e arqueológico a que corresponderá na avaliação contínua 60%, sendo outros 40% para participações durante as aulas, composta por 10% sobre as participações na sala de aula e trabalhos de discussão ou exercícios letivos e 30% para colaboração prática no desenvolvimento de atividades para as Jornadas.
No Exame ou momentos de avaliação seguintes será considerado um trabalho prático de reconhecimento de sítio histórico-arqueológico, sua envolvência territorial e contexto cultural para tratamento com fins de divulgação ou disseminação turística - 100%

Bibliografia
- Bahn, P. (1997). Arqueologia. Uma breve introdução. (Vol. 1). Lisboa: Gradiva
- Figueiredo, S. (2014). Os Dinossáurios em Território Português. (Vol. 1). Lisboa: Chiado Editora
- Nuno, B. (2006). Manual de Arqueologia Pré-Histórica. (Vol. 1). Lisboa: Edições 70
- Tamanini, E. (1998). Museu, Arqueologia e o Público: um Olhar Necessário. Cultura Matéria e Arqueologia Histórica.. Campinas: Campinas
- A Carta Arqueológica. Instrumento indispensável para uma política de promoção do Património Cultural. Câmara Municipal,.(2005, 1 de janeiro). In SILVA, A. M. S. P. [Coord.] – Cartas Arqueológicas: do inventário à salvaguarda e valorização do património. Actas das Jornadas realizadas em Arouca em 2004., pp. 87-94.
- Indústrias Culturais e Criativas em Portugal: Um Balanço Crítico de uma nova ´Agenda para as Políticas Públicas no Início do Milénio .(2018, 8 de outubro). In REVISTA Todas as Artes Porto, pp. 88-110.

Método de Ensino
Apresentação discursiva sobre exemplos de casos e conteúdos teóricos sobre os diferentes períodos, discussão de estratégias de aplicação turistica, com trabalhos de grupo e individuais no desenvolvimento de conteúdos e práticas educativas turisticas.

Software utilizado nas aulas
Não aplicável.

 

Aprovado em Conselho Técnico Cientifico: Ata da Reunião do CTC nº208 de 24/10/2023

Download da Ficha da Unidade Curricular (FUC)

 

 


<< voltar ao Plano Curricular
NP4552
Financiamento
b-on
santander
erasmus
catedra
portugal2020
centro2020
compete2020
crusoe
fct
feder
fse
poch
portugal2030
poseur
prr
republica
UE next generation
Centro 2030
Lisboa 2020
co-financiado