IPT Logotipo do IPT

Design e Tecnologia das Artes Gráficas

História do design de comunicação I

<< voltar ao Plano Curricular

Publicação em Diário da República: Despacho nº 9182/2020 - 25/09/2020

4 ECTS; 1º Ano, 1º Semestre, 30,0 T + 3,0 O , Cód. 964459.

Docente(s)
- Maria Madalena Giraldes Barba Pessoa Jorge Oudinot Larcher (1)(2)

(1) Docente Responsável
(2) Docente que lecciona

Pré-requisitos
Não Aplicável

Objetivos
1. Conhecer a história do design gráfico da Antiguidade à Revolução Industrial (1760-1840)
2. Compreender a sua integração na história da cultura ocidental, nomeadamente nas suas origens longínquas (greco-romanas) e nos impactos dos seus principais movimentos culturais, com destaque para os diversos "Renascimentos" e para o período das Luzes
3. Relacioná-la com a história do livro, das suas origens, na Antiguidade Pré-Clássica, ao século XVIII, considerando a evolução dos seus suportes materiais, do seu formato e das técnicas do seu fabrico
4. Conhecer as características da arte da iluminura e gravura; quanto à primeira, considerando a riqueza e variedade da sua evolução na Europa ao longo da Idade Média e a riqueza do código iconográfico da sua linguagem simbólica; quanto à segunda, associando-a aos impactos técnicos da revolução da imprensa
5. Dominar a metodologia da elaboração de um trabalho monográfico, desenvolvendo a capacidade de um exercício de investigação segundo as exigências académicas do ensino superior

Programa
1. A comunicação e a linguagem (ou linguagens), símbolos e códigos de decifração:
1.1. Estrutura da comunicação;
1.2. Diversidade de linguagens;
1.3. O longo processo da formação da fala, enquanto linguagem articulada; a sua relação com a evolução do homem ao longo da Pré-História;
1.4. Linguagem, Comunicação e Cultura na história das civilizações;
2. A linguagem iconológica e verbal; iconologia e escrita(s):
2.1. A grafia, incorporando o desenho e a escrita; as origens da escrita, do pictograma, ao ideograma e fonograma;
2.2. a linguagem iconológica nas suas origens e na evolução das artes gráficas;
2.3. o enquadramento histórico nos grandes marcos da história da arte e das artes; as diferentes funções da arte na história e na diversidade das civilizações;
3. O livro, da Antiguidade aos fins da Idade Média:
3.1. O livro, nas civilizações orientais, da Suméria, ao Egipto antigo e à China; os principais suportes e modelos de escrita;
3.2. O livro, no mundo greco-romano; os suportes - a passagem do papiro ao pergaminho; o formato - a passagem do "volumen" ao "codex";
3.3. O livro na Alta Idade Média (séc.V-VIII): o papel preponderante das abadias monásticas e dos monges copistas;
3.4. O livro na Média Idade Média (séc.IX-XI): no Renascimento Carolíngio; a letra carolíngia e a sua universalização; a divulgação das minúsculas;
3.5. O livro na Baixa Idade Média (séc.XII-XIV): as transformações na sua indústria, com a proliferação das escolas e das universidades; um novo suporte - o papel;
4. O design gráfico, dos precedentes antigos às iluminuras medievais:
4.1. A ilustração gráfica no mundo clássico;
4.2. As primeiras iluminuras medievais (conceito de iluminura; o destaque das ilhas britânicas);
4.3. As iluminuras carolíngias;
4.4. As iluminuras dos séculos XII a XIV: a proliferação das miniaturas ou letras historiadas; o desenvolvimento da perspetiva e as marcas do Renascimento do séc. XII e tempos posteriores;
5. A simbologia de uma arte funcional: o universo mental medievo, na sua unidade e diversidade;
6. Do séc. XV ao XVII: a imprensa e sua evolução:
6.1. Uma técnica revolucionária: os caracteres móveis metálicos; a prensa;
6.2. Principais protagonistas da nova invenção; o destaque de Johannes Gutenberg;
6.3. A difusão das tipografias na Europa e em Portugal nos séc. XVI e XVII: organização do texto e sua ornamentação (o design gráfico do Renascimento nas iluminuras dos incunábulos e na nova arte da gravura, em madeira e metal);
7.Os Impactos das Luzes na indústria do livro e no design gráfico (séc.XVIII); a expansão da imprensa periódica e suas particularidades;
8.Os efeitos da Revolução Industrial na afirmação do design gráfico (1760-1840):
8.1. A necessidade de registo de marcas numa comercialização massificada;
8.2. A propaganda comercial: em periódicos, panfletos e cartazes.





Metodologia de avaliação
Os alunos deverão realizar uma avaliação escrita e um trabalho monográfico (valendo cada 50%), dispensando de exame quem obtenha a média de 10 (dez) valores (escala de 1 a 20).
O trabalho deverá integrar-se nas propostas feitas em aula e a obedecer a um calendário de etapas.
Na época de exame, não haverá obrigatoriedade de apresentação do trabalho, correspondendo a nota final à nota do exame; salvaguarda-se, porém, para os alunos que fizeram o trabalho, a possibilidade de considerar a média com o mesmo, caso esta média o beneficie (valendo nesse caso 50% cada).

Bibliografia
- BACKHOUSE, J. (1979). The Illuminated Manuscript. (Vol. 1). Singapura: Hardback Book
- BOLOGNA, G. (2000). Illuminated Manuscripts, The Book before Gutenberg. (Vol. 1). Milão - Londres: Thames and Hudson
- LABARRE, A. (2006). História do Livro. Lisboa: Livros Horizonte
- MEGGS, P. e PURVIS, A. (2009). História do Design Gráfico. São Paulo: Cosac Naify

Método de Ensino
O ensino assentará em aulas expositivas, com recurso a meios audiovisuais, visando estimular uma maior participação dos alunos.

Software utilizado nas aulas
Não Aplicável

 

Aprovado em Conselho Técnico Cientifico: 16 de janeiro de 2024

Download da Ficha da Unidade Curricular (FUC)

 

 


<< voltar ao Plano Curricular
NP4552
Financiamento
b-on
santander
erasmus
catedra
portugal2020
centro2020
compete2020
crusoe
fct
feder
fse
poch
portugal2030
poseur
prr
republica
UE next generation
Centro 2030
Lisboa 2020
co-financiado