IPT Logotipo do IPT

Ano Letivo: 2021/22

Mestrado em Avaliação e Gestão de Ativos Imobiliários

Conservação, Manutenção e Reabilitação de Edifícios

<< voltar ao Plano Curricular

Publicação em Diário da República: Despacho n.º 8060/2020 - 19/08/2020

6 ECTS; 1º Ano, 2º Semestre, 42,0 TP

Docente(s)
- Cristina Margarida Rodrigues Costa

Pré-requisitos
Não Aplicável

Objetivos
Compreender os conceitos e princípios da conservação, manutenção e reabilitação de edifícios e a sua integração multidisciplinar no âmbito da avaliação e gestão de ativos imobiliários.
Identificar os principais fatores de dano e mecanismos de degradação das construções e a sua relação com os requisitos funcionais e de segurança dos edifícios.
Compreender as metodologias para diagnóstico de anomalias e os critérios para elaboração de planos de manutenção e reabilitação dos edifícios.

Programa
1. Conceitos e definições para a conservação, manutenção e reabilitação das construções
1.1. Tipologia e sistemas construtivos comuns dos edifícios
1.2. Requisitos funcionais e de segurança dos edifícios
1.3. Metodologias para a avaliação do estado atual e a intervenção em edifícios
1.4. Sistemas de gestão da inspeção e diagnóstico e da manutenção em edifícios
2. Fatores de dano e mecanismos de degradação dos edifícios
2.1. Causas das anomalias em edifícios
2.2. Anomalias estruturais
2.3. Anomalias não-estruturais
2.4. Danos nas construções provocados por sismos
3. Observação e diagnóstico das construções
3.1. Técnicas de inspeção e diagnóstico das construções
3.2. Sistemas de classificação do estado de condição dos edifícios
4. Manutenção e reabilitação de edifícios
4.1. Critérios para a intervenção em edifícios
4.2. Técnicas de intervenção em edifícios

Metodologia de avaliação
A metodologia de avaliação contínua compreende duas componentes:
(i) um trabalho prático (TP1) realizado em época de frequência/período de contacto (entregue em data a definir com os estudantes), com a classificação mínima de 8 valores cotado para 20 valores e ponderação 0.5 na classificação final.
(ii) uma prova escrita (PE1), realizada em época de exame, com a classificação mínima de 8 valores cotada para 20 valores e ponderação 0.5 na classificação final.
A classificação final (CF) corresponde à soma das classificações das duas componentes ponderadas, com a classificação mínima de 10 valores (em 20 possíveis): CF=0.5xPE1+0.5xTP1.
A metodologia de avaliação por exame, para os estudantes que (na época de frequência) não entreguem o TP1 na data definida ou não alcancem a nota mínima no TP1, compreende uma prova escrita (PE2), realizada em época de exame ou de exame de recurso, com a classificação mínima de 10 valores em 20 possíveis: CF=PE2.

Bibliografia
- Freitas, V. (2012). Manual de Apoio à Reabilitação de Edifícios. Porto: Ordem dos Engenheiros
- Paiva, J. (2006). Guia Técnico de Reabilitação Habitacional.(Vol.1 e Vol.2). Lisboa: LNEC
- Cóias, V. (2004). Guia Prático para a Conservação de Imóveis. Lisboa: Dom Quixote
- Lopes, M. (2008). Sismos e edifícios. Lisboa: Orion

Método de Ensino
Exposição e análise de conceitos teórico-práticos e discussão de casos práticos de conservação, manutenção e reabilitação de edifícios. Realização de trabalhos práticos para aplicação de conhecimentos.

Software utilizado nas aulas
Não Aplicável

 

Aprovado em Conselho Técnico Cientifico: 03 de maio de 2022

Download da Ficha da Unidade Curricular (FUC)

 

 


<< voltar ao Plano Curricular
NP4552
Financiamento
b-on
santander
erasmus
catedra
Financiamentos