DESIGNAÇÃO DO PROJETO: Ordo Christi - Património Artístico da Ordem de Cristo entre o Zêzere e o   Tejo
CÓDIGO DO PROJETO: CENTRO-01-0145-FEDER-023684 OrdoChristi 
OBJETIVO PRINCIPAL: O projeto Ordo Christi Património Artístico da Ordem de Cristo entre o Zêzere e o Tejo (séc. XV e XVI), pretende contribuir para o estudo, salvaguarda e valorização do património regional e local inerente à Ordem de Cristo na geografia referida. A importância desta Ordem Militar na região fica vincada pelas diversas manifestações históricas e artísticas que se fizeram sentir pelas múltiplas Comendas, fator revelador da sua importância no território, especialmente entre o final da Idade Média e o início da época Moderna.
Para além do estudo do património histórico/artístico de uma das mais importantes Ordens Militares em Portugal, o projeto tem a preocupação de comunicar, de forma aberta e perfeitamente acessível à sociedade, o património artístico executadona sob alçada da Ordem de Cristo na região entre o Zêzere e o Tejo. Desse modo, o projeto, Ordo Christ,i procura ser uma ferramenta de memória e de identidade da região que, através de diversos elementos de comunicação, quer analógicos quer digitais, assim como a criação de rotas patrimoniais, contribua efetivamente para a sensibilização da sociedade, para a coesão territorial e a dinamização da região através da sua História e respetivo património artístico.
REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro
ENTIDADES BENEFICIÁRIAS: Instituto Politécnico de Castelo Branco (promotor), Instituto Politécnico da Guarda, Instituto Politécnico de Tomar e Naturtejo - empresa de turismo EIM
DATA DE APROVAÇÃO: 06/07/2017
DATA DE INÍCIO: 22/9/2017
DATA DE CONCLUSÃO: 23/3/2019
INVESTIMENTO TOTAL: 15 507,58 EUR
APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA: 13 181,44 EUR
APOIO FINANCEIRO PÚBLICO/REGIONAL: 0 EUR


OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS:

O projeto, Ordo Christi Património Artístico da Ordem de Cristo entre o Zêzere e o Tejo (séc. XV e XVI), pretende contribuir para o estudo, salvaguarda e valorização do património regional e local inerente à Ordem de Cristo na geografia referida. A importância desta Ordem Militar na região fica vincada pelas diversas manifestações históricas e artísticas que se fizeram sentir pelas múltiplas Comendas, fator revelador da sua importância no território, especialmente entre o final da Idade Média e o início da época Moderna.
Para além do estudo do património histórico/artístico de uma das mais importantes Ordens Militares em Portugal, o projeto tem a preocupação de comunicar, de forma aberta e perfeitamente acessível à sociedade, o património artístico executadona sob alçada da Ordem de Cristo na região entre o Zêzere e o Tejo. Desse modo, o projeto, Ordo Christ,i procura ser uma ferramenta de memória e de identidade da região que, através de diversos elementos de comunicação, quer analógicos quer digitais, assim como a criação de rotas patrimoniais, contribua efetivamente para a sensibilização da sociedade, para a coesão territorial e a dinamização da região através da sua História e respetivo património artístico.

O projeto tem como principais objetivos estudar, comunicar e promover o património associado às comendas da Ordem de Cristo. Desse modo, é objetivo do projeto, além da valorização patrimonial por intermédio da História da Arte, contribuir para a conservação da memória desta herança histórica-artística, uma marca identitária da história local/regional, capaz de contribuir para a coesão territorial.
Por outro lado, o projeto procurará promover a salvaguarda do património da Ordem e a comunicação do património à sociedade de modo inteligível e aberto.
O projeto procura ter um papel de formação cívica e educativa, com formar novos públicos principalmente através das novas tecnologias. Outro objetivo é a disponibilização, de forma aberta, de instrumentos informativos científicos, adequados na linguagem gráfica e escrita de modo a auxiliar os promotores turísticos, as autarquias ou centros decisores na valorização e divulgação turística da região.
Outro aspeto a alcançar é a transferência do conhecimento para os estudantes. Através deste projeto, docentes e investigadores podem efetivamente contribuir para uma melhor formação dos seus alunos. Os estudantes das instituições envolvidas são fortemente beneficiados pelo conhecimento adquirido e pela aplicabilidade que tem.
Estratégia para alcançar objetivos:
1) Estudo da bibliografia inerente à área e da respetiva documentação que aborde a temática.
2) Criação de uma ficha descritiva para cada um dos edifícios e do património integrado. Construção de um corpus de imagem adequado aos diversos públicos, a disponibilizar on-line e off-line.
3) A leitura global do património. Criação de uma Geografia do património histórico-artístico da Ordem de Cristo entre o Zêzere e o Tejo.
4) Estudos monográficos do património arquitetónico e integrado. Estudo global do património histórico-artistico da Ordem de Cristo.
5) Criação de website multiplataforma, mapas, sistema de informação e orientação, infografias, vídeos e imagens animadas.
6) Definição de rotas turísticas.
7) Publicações de acesso livre.
A aplicação dos meios inerentes ao projeto, como as rotas com interesse turístico que promovem a coesão territorial, assenta no envolvimento dos Municípios.
A participação das Dioceses da Guarda e de Portalegre/Castelo Branco viabilizam o acesso e estudo do espólio.
Os investigadores irão desenvolver o estudo e elaborar os conteúdos. A comunicação dos conteúdos nas diversas plataformas e suportes fica a cargo da ESART-IPCB que, em parceria com a ESTG-IPG, irá desenvolver roteiros com interesse turístico.
O projeto tem relevância por ser inédito na região, pelo potencial para a inventariação do património e salvaguarda da identidade territorial. Contribui para incrementar a atratividade territorial, nomeadamente ao nível do turismo e elaboração de conteúdos educativos de modo a que o conhecimento científico seja mais claro e acessível a todos.

^ Topo