Operadores Turísticos e Agências de Viagens

Gestão Turística e Cultural
6 ECTS; 2º Ano, 1º Semestre, 30,0 T + 45,0 TP

Docente(s)
- João Pedro Tomaz Simões
- José Luís Sousa Soares de Oliveira Braga

Pré-requisitos
N/A

Objetivos
- Fornecer conhecimentos e competências que permitam compreender a estrutura da distribuição turística;
- Dar a conhecer os conceitos e terminologias utilizadas pelos intermediários em turismo;
- Elaborar e comercializar pacotes turísticos;
- Conhecer e dominar o sistema de distribuição global.
- Consultar disponibilidades de voos
- Efetuar reservas de avião, incluindo pedidos especiais e outros elementos opcionais
- Efetuar alterações a reservas realizadas
- Consultar as notas das tarifas – alterações e cancelamentos
- Calcular o preço de uma viagem
- Fazer orçamentos de viagens
- Emitir documentos eletrónicos –bilhetes e EMD.

Programa
1. Programação de Pacotes Turísticos.
1.1.O programa turístico;
1.2.Tipos de programa turístico;
1.3. O pacote turístico: conceito e classificações;
1.4. Terminologia utilizada para definir o pacote turístico.
2. O papel dos intermediários no sistema turístico: agências de viagens e operadores turísticos:
2.1. Antecedentes da agência de viagens;
2.2. Empresas retalhistas;
2.3. Empresas grossistas;
2.4. Empresas grossistas/retalhistas;
2.5. Estratégia dos grandes operadores internacionais;
3. Sistemas de Distribuição Global (GSD);
3.1. O contexto dos GDS;
3.2. Os Sistemas Globais de Distribuição;
3.3. A distribuição turística na internet;
3.4. Operacionalização da Plataforma de Vendas: Reservas, Tarifas e Emissões;
3.5. Elaboração da reserva;
3.6.Consulta de horários: frequência de voos e disponibilidades;
3.7.Campos obrigatórios da reserva;
3.8. Campos opcionais;
3.9. Serviços especiais e marcação de lugar;
3.10. Venda de serviços auxiliares – carrinho de compras;
3.11. Alterações/cancelamento da reserva;
3.12. Atualização de Status Codes;
3.13. Divide Booking File,
3.14. Tarifas:
3.14.1.Consulta das Notas – restrições para alterações e cancelamento;
3.14.2. Tarifar reservas – diferentes tipos de Fare Quote;
3.14.3. Branded Fares;
3.14.4. Tipos de passageiros (adulto, criança, bebé, etc) ;
3.14.5.Procurar a melhor tarifa – shopping;
3.14.6.Elaborar orçamentos para os clientes.
3.15.Emissão de Documentos
3.15.1.Familiarização com os campos do bilhete;
3.15.2.Emissão de bilhete eletrónico;
3.15.3.Cancelamento de bilhetes;
3.15.4. Emissão do EMD para pagamento de serviços auxiliares;
3.15.5.Relatório de emissões
4. Guias Intérpretes e Agências de Viagem:
4.1. Guias Intérpretes no Turismo em Portugal;
4.2. Acesso à profissão de guia intérprete;
4.3. Profissão de Guia - Serviço local e circuitos;
4.4. Serviços em vários idiomas.
5.O Cliente:
5.1. Cliente ou turista;
5.2. Motivações e necessidades do consumidor turístico;
5.3. O processo que conduz o turista à compra de um produto turístico;
5.4. Análise do pacote ou programa turístico.
6. Fatores de competitividade:
6.1. Conceito de competitividade;
6.2. A qualidade;
6.3. A inovação;
6.4. A criatividade;
7. Elaboração e comercialização de pacotes;
7.1. A produção turistica;
7.2. O desenho do circuito turístico;
7.3. A operação turística.

Metodologia de avaliação
1. Avaliação contínua:

1.1. Teste escrito - 40% da nota final - o aluno/a, no mínimo, deve obter 7,5 valores para permanecer em avaliação contínua;

1.2. Trabalho prático #1 (em grupo) - equivale a 40% da nota final em avaliação contínua;

1.3. Trabalho prático #2 (individual) - a realizar na sala de aula - equivale a 20% da nota final em avaliação contínua.

2. Época de Exames:

2.1. A classificação no exame escrito equivale a 100% da nota para os alunos que não participaram na avaliação contínua.

2.2. Para o caso dos alunos que participaram na avaliação contínua e reprovaram, mas cujos trabalhos obtiveram aproveitamento, estes serão contemplados na avaliação final (contam 60% da nota final), desde que os alunos sejam classificados, pelo menos, com 7,5 valores no exame escrito (que assim contará em 40% para a sua nota final.

Bibliografia
- Archer, J. (2003). Manual of Travel Agency Practice. Oxford: Butterworth-Heinemann
- Magalhães, C. e Abranja, N. (2018). Gestão de Agências de Viagens e Turismo. Lisboa: Lidel
- Chan, N. (2011). Circuitos turísticos - Programación y Cotización.. Buenos Aires: Ediciones Turísticas de Mario Banchik
- Holland, J. e Leslie, D. (2017). Tour Operators and Operations. Wallingford: CABI

Método de interação
As aulas teórico-práticas terão como finalidade munir o aluno com ferramentas e conhecimentos essenciais à atividade específica das agências de viagens e turismo, assim como capacitar o aluno no Software Galileo.

Software utilizado nas aulas
GALILEO