Conservação do Documento Gráfico

Design e Tecnologia das Artes Gráficas, Publicação em Diário da República - Despacho nº 3359/2013 - 01/03/2013

5 ECTS; 3º Ano, 2º Semestre, 15,0 T + 60,0 PL + 5,0 OT

Docente(s)

Pré-requisitos
Não aplicável

Objetivos
1. Identificar os conceitos de preservação/conservação de livros e documentos gráficos. Aplicar os conhecimentos à resolução de problemas concretos de salvaguarda, condições de uso e acondicionamento.
2. Avaliar a resistência e durabilidade dos materiais constituintes dos documentos gráficos. Avaliar os processos produtivos. Desenvolver a capacidade de observação/análise para correta intervenção de anomalias.
3. Aplicar os conhecimentos à resolução de problemas concretos de salvaguarda do documento gráfico, tendo em vista o domínio de técnicas generalizadas. Adoptar linguagem adequada para o correto relacionamento com pessoal especializado ou para futuros desenvolvimentos vocacionais.
4. Identificar as técnicas de encadernação artística e moderna. Executar encadernação com diferentes técnicas aplicando as componentes estética, criativa. Considerar as características de preservação/conservação na encadernação.

Programa
1. Introdução aos conceitos de conservação/preservação e restauro.
2. Estudo dos materiais: suportes (papiro, couro, pergaminho, tecidos, ferragens e papéis); tintas (impressão tipográfica, ferrogálicas, pigmentos vegetais, aguarelas).
3. Agentes de degradação:
3.1 Agentes de degradação internos ou causas intrínsecas (composição dos suportes de impressão, caraterísticas das fibras do papel, tipos de colagem).
3.2 Agentes de degradação externos ou causas extrínsecas:
3.2.1 Agentes físicos e químicos (luz solar, lâmpadas fluorescentes, radiação ultravioleta, temperatura, humidade relativa, poluição atmosférica);
3.2.2 Agentes biológicos (microrganismos, bactérias, insetos, roedores);
3.2.3 Ação do homem (manuseio e acondicionamento indevido);
3.2.4 Catástrofes naturais (fogos, inundações, terramotos).
4. Métodos de exame e diagnóstico
4.1 Contextualização histórica do documento e identificação de técnicas de produção artística;
4.2 Análise técnico-construtiva, exames da estrutura interna e externa do documento;
4.3 Registo fotográfico;
4.4 Preenchimento de ficha técnica de registo de entrada em laboratório;
4.5 Elaboração de proposta de tratamento;
4.6 Preservação e tomada de medidas preventivas (exame de diagnóstico da resistência das tintas, higienização, desinfestação, desacidificação, consolidação, laminação, integração de rasgões e lacunas, reconstituição de encadernações, acondicionamento).
5. Encadernações artísticas e modernas:
5.1 Preparação do miolo do livro e do lombo;
5.2 Técnicas de costuras diferenciadas (costura sobre nervos embutidos na serrotagem, costura sobre nervos salientes, costura sobre nervos duplos, costura sobre fitas de couro, costura intercalada, costura japonesa);
5.3 Preparação de planos para empaste (couro, tecidos, madeira, papéis marmoreados);
5.4 Diferentes tipologias de decoração/ornamentação das pastas dos livros (encadernação meia francesa, encadernação meia inglesa, aplicação de douramento, execução manual de transfil).

Metodologia de avaliação
Em avaliação contínua são considerados os elementos descritos a seguir, com a seguinte ponderação:
- 40% avaliação escrita com avaliação >=10;
- 20% trabalhos práticos feitos na aula com avaliação >=10;
- 30% trabalho teórico;
- 10% para a assiduidade.
Os alunos admitidos a avaliação por exame terão de realizar uma prova escrita na componente CDG (T).

Bibliografia
- BOSQUET, E. (1989). Traité théorique et pratique de lárt du relieur. NA: Paris
- JOHNSON, A. (1985). The practical guide to craft bookbinding. London: Thames and Hudson
- VITORINO, T. e MELO, M. e CARLYLE, L. e OTERO, V. (2016). New insights into brazilwood lake pigments manufacture through the use of historically accurate reconstructions. London: Taylor & Francis Online
- LIENARDY, A. e DAMME, P. (1992). La désacidification de masse des livres et documents. Bruxelles: Institut royal du patrimoine artistique
- LIBRANDO, V. e MINNITI, Z. e LORUSSO, S. (2011). Ancient and modern paper characterization by FTIR and Micro-Raman spectroscopy.Conservation science in cultural heritage, 11,

Método de interação
1. Aulas teóricas com recursos a meios audiovisuais.
2. Exercitação prática onde se propõe ao aluno, em grupo ou individualmente, a execução de tarefas e a resolução de problemas práticos.

Software utilizado nas aulas
Não aplicável