Estágio

 

Pós-Graduação em Arqueologia, Gestão e Educação Patrimonial

24 ECTS; 2º Ano, 1º Semestre, 180,0 E + 180,0 OT

Docente(s)
- Silvério Manuel Domingues Figueiredo

Pré-requisitos
Não aplicável

Objetivos
Aplicação prática em contexto de trabalho empresarial ou académico.
O aluno, de acordo com as tarefas que lhe forem atribuídas pela entidade, deve ser capaz de desenvolver e aplicar os conhecimentos adquiridos durante as aulas nos trabalhos técnicos de campo ou laboratório, seja no domínio da Arqueologia, da Gestão do Património ou da Educação Patrimonial.

Programa
Diferentes âmbitos (nas áreas propostas - Arqueologia, Gestão e Educação patrimonial) conforme as tarefas atribuídas e a desempenhar durante o estágio. No início do estágio será formulado um programa, que possuirá descrito o conjunto de objetivos a atingir, entre os orientadores e a empresa recetora do estagiário.

Entre os conteúdos pressupõem-se pelo menos um dos seguintes:
Âmbito: Prospeção; Escavação Arqueológica; Trabalho de gabinete ou laboratório arqueológico; Trabalho de gabinete digital ou laboratório de conservação e tratamento de materiais; Criação e desenvolvimento de recursos; Desenvolvimento de formas e meios para a gestão do património; Aplicação ou estudo de eventos e atividades de Educação Patrimonial.

Metodologia de avaliação
Avaliação Final
A avaliação será realizada sobre relatório de estágio.
Será convocado júri com pelo menos 3 elementos para respetiva avaliação que será dada por média das avaliações aferidas pelo comité sobre o relatório apresentado 100%. Avaliação de 0 a 20 valores.

Bibliografia
- E diversos, V. (2018). Diversa bibliografia conforme o estágio optado pelo aluno, a entregar e a considerar conforme a específidade do caso.. (Vol. 1). Tomar: IPT

Método de interação
Presencial
Aplicação direta de conhecimentos

Software utilizado nas aulas
Aplicado conforme conveniência para cada caso em concreto.

 

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável