Designação do projeto
MRIR - Memórias Resgatadas, Identidades (Re)construídas: Experiências de escolarização,património e dinâmicas educativas locais (Rescued Memories, (Re)constructed Identities: Schooling experiences and local education Dynamics).


Código do projeto 029091/SAICT/2017
Objetivo principal
No âmbito dos Domínios Prioritários da Estratégia Nacional de I&I para uma Especilização Inteligente (ENEI), o projecto Memórias Resgatadas, Identidades (Re)construídas insere-se no Domínio Prioritário “Turismo” tendo como principal área de actuação a “Exploração da Herança Cultural”. Tratando-se de um projecto que se desenvolve na área da História da Educação, toda a investigação se desenvolve em torno da exploração da herança cultural: ao ocupar-se do resgate de memórias dos actores sociais que participam no projecto; ao realizar um inventário do património cultural ligado à educação da comunidade; ao devolver para a comunidade, em termos de produtos inovadores, conteúdos sobre história local associados a rotas e circuitos temáticos, articulando o turismo em espaço rural com a vertente histórica e cultural. Daí, a ligação da investigação em História da Educação às dinâmicas de desenvolvimento local. As comunidades são mais fortes quando partilham uma História.
Região de intervenção - Centro.
Entidade beneficiária - Instituto Politécnico de Tomar (parceria com o Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, instituição proponente).
Data de aprovação - 03-05-2018
Data de início - 01-01-2019
Data de conclusão - 31-12-2021
Custo total elegível - €168.875,00
Apoio financeiro da União Europeia - € 80.791,29
Apoio financeiro público nacional - € 119.853,82
Apoio financeiro público regional - NA


Objetivos, atividades e resultados
O projecto tem por objectivo contribuir para o exercício de uma cidadania activa e para a construção de processos de aprendizagem ao longo da vida, apoiado na exploração da memória e do património histórico local relacionados com a educação, o ensino e a escola em meio rural. Pretende-se, através do resgate de testemunhos orais e escritos, por intermédio de entrevistas e de autobiografias, fixar em fonte para memória futura as experiências de vida relacionadas com a cultura escolar. O projecto procura ainda constituir uma Memória da Educação ao nível local, identificando o património material e imaterial associado à Educação e ao Ensino (edifícios, iconografia, biografias de pedagogos e professores, efemérides, museus escolares, imprensa local e regional, estatística escolar, visitas de estudo). Um terceiro aspecto do projecto está direccionado para a produção de currículos de história local e para a organização de um programa de formação de professores envolvendo os actores locais (cidadãos, especialistas em história local, professores e investigadores) e os parceiros institucionais (Universidades e Instituições de Ensino Superior, Associações de Desenvolvimento Local e Centros de Formação de Associação de Escolas). O projecto desdobra-se assim em três eixos que se articulam entre si: 1) Construção de fontes históricas fundada na recolha, sistematização e produção de conhecimento sobre experiências de escolarização que designamos como eixo Memória; 2) Identificação do património histórico da educação ao nível da cultural local que denominamos eixo Património; e 3) Produção de materiais (programas, currículos e módulos temáticos) associados ao ensino e à formação no domínio da história local que denominamos como eixo Educação. Para além da construção de currículos destinados ao ensino formal (ensino básico e secundário), esta dimensão do projecto contempla a produção de materiais susceptíveis de serem utilizados na promoção turística através da criação de contéudos sobre história local associados a rotas e circuitos temáticos, articulando o turismo em espaço rural com a vertente histórica e cultural. Através dos objectivos e resultados que se propõe alcançar o projecto vai ao encontro de um conjunto de eixos prioritários propostos no Programa Operacional Regional do Centro 2014-2020 (CRER 2020). A valorização da região e do local como fonte histórica, a promoção da identidade regional/local e a promoção de aprendizagens intergeracionais em torno da temática das experiências de escolarização permitem construir um espaço de participação cívica e reconstrução identitária que se articula com o desenvolvimento do potencial humano ao nível regional e com o investimento em conhecimento transferível para a melhoria das condições de vida da população.

Indicadores de realização previstos:

Descrição Ano 1 Ano 2 Ano 3 Total
Livros e capítulos de livros 0 0 2 2
Artigos internacionais 0 0 7 7
Artigos nacionais 1 2 2 5
Comunicações internacionais 0 2 4 6
Comunicações nacionais 1 3 5 9
Relatórios 1 1 1 3
Organização de seminários e conferências 1 2 2 5
Teses de mestrado 0 1 0 1
Bases de dados 0 2 1 3
Integração de conhecimentos em formação superior 3 6 6 15

 

^ Topo